Revolução dos bichos? Antes de ema atacar Bolsonaro, Guedes foi mordido por cão

em alta
14.07.2020, 18:15:16
Atualizado: 14.07.2020, 18:23:29

Revolução dos bichos? Antes de ema atacar Bolsonaro, Guedes foi mordido por cão

Incidente obrigou ministro a tomar vacina antirrábica no início do mês

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

As atitudes extremadas de alguns bichos no Planalto Central têm aparecido com frequência no noticiário, nos últimos dias. 

Começou com a cobra naja que atacou um suposto traficante de animais, revelando o local onde outros bichos – incluindo tubarões – estavam sendo mantidos em cativeiro. Depois passou pela ema que bicou o presidente Jair Bolsonaro, isolado no Palácio do Planalto com covid-19, nessa segunda-feira (13), e agora volta a ser notícia com outro incidente pra lá de estranho.

A vítima da vez nessa “Revolução dos Bichos” – como alguns internautas apelidaram a série de casos em referência à obra de George Orwell – é o ministro Paulo Guedes, da Economia, que foi atacado em casa pelo cachorro de estimação.

Segundo o site Metrópoles – que havia divulgado as imagens de Bolsonaro tentando alimentar as emas e levando uma bicada na mão –, Guedes foi mordido pelo cachorro da família no último dia 2. 

Ele tentava impedir que o animal da raça Malamute do Alasca fugisse de casa, e acabou sofrendo ferimentos na mão direita.
Ainda de acordo com o site, Guedes está hospedado desde o início da pandemia na residência oficial do Torto, com a mulher e a filha. 

O ministro contou a amigos que tentou evitar a saída do doguinho, porque a área é muito grande, tem um bosque, e o animal poderia se perder na mata.

A assessoria do ministro confirmou o incidente e informou que le foi atendido na rede pública para tomar as vacinas necessárias, a antitetânica e antirrábica, e passa bem.

Além do Malamute do Alaska, que foi trazido à residência pela filha do ministro, a família possui outros dois cães vira-latas.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas