Rodoviários interditam acesso à Estação da Lapa em protesto

salvador
27.07.2021, 12:10:15
Atualizado: 27.07.2021, 13:51:29
(Amanda Palma/CORREIO)

Rodoviários interditam acesso à Estação da Lapa em protesto

Eles cobram que acordo por dívidas trabalhistas seja cumprido

Rodoviários de Salvador fazem um protesto na frente da Estação da Lapa nesta terça-feira (27). Eles pedem mais agilidade no pagamento de um acordo com a Concessionária Salvador Norte (CSN). Os ônibus não estão entrando nem saindo da estação.

A categoria cobra o pagamento de verbas indenizatórias aos trabalhadores que foram dispensados e ainda não receberam os direitos trabalhistas depois que a empresa fechou.

Vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários da Bahia, Fábio Primo explica que o horário escolhido para o ato foi para ter menor impacto para a população. "Sabemos dos transtornos que esse tipo de protesto causa", afirma ele. O dirigente diz que um acordo foi assinado no dia 11 de julho com prazo de cinco dias para que o pagamento fosse feito, mas isso ainda não aconteceu.

A manifestação acontece de maneira pacífica. O trânsito ficou congestionado na região dos Barris e no Dique do Tororó. Ônibus foram colocados bloqueando o acesso na Estação da Lapa e na rotatória da UPA

Impasse
A CSN teve o contrato rescindido pela prefeitura de Salvador por conta de várias irregularidades indicadas por uma auditoria. A empresa tem um total de dívidas de R$ 516 milhões, segundo o prefeito Bruno Reis.

Em junho do ano passado, a prefeitura decretou intervenção na empresa, que não estava pagando em dia e descumpria o acordo coletivo com os rodoviários.

Uma audiência em abril desse ano teve um acordo parcial entre rodoviários e CSN. Foi definido que as demissões de 4,5 mil funcionários seria formalizada para que eles consigam ter acesso ao FGTS e seguro-desemprego.

No início desse mês, sem a situação ser resolvida, os rodoviários fizeram uma paralisação de cerca de 5 horas para chamar atenção para o problema. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas