Salvador acordando a 9,5º C? Conheça a história do frio na Bahia

salvador
05.07.2021, 06:30:00
Esqueça: cenários como esse só mesmo em montagem; em Salvador é raro dar menos que 16º C (Reprodução)

Salvador acordando a 9,5º C? Conheça a história do frio na Bahia

Quais os recordes de frio por aqui? Saiba as curiosidades no podcast

Você consegue se imaginar acordando numa Salvador a 9,5º C? Acredite, mas essa temperatura já foi registrada pelo INMET por aqui. Aliás: qual foi o inverno mais rigoroso da capital baiana?

A verdade é que o soteropolitano já bate o queixo e tira o casaquinho do armário quando bate 20º C no termômetro. Foi o que aconteceu na última semana. Muita gente se queixou da sensação térmica, que chegava a 17º C.

Se o pessoal de Salvador tem baixíssima - ou nenhuma - resistência ao frio, o mesmo não pode ser dito dos baianos. Tudo bem, não é muito habitual associar isso ao nosso estado, mas faz, sim, muito frio em algumas regiões da Bahia.

Em algumas cidades da Chapada Diamantina, chega a bater 6º C de sensação térmica! O termômetro também costuma causar sustos a quem vive na região do Planalto da Conquista e no Oeste baiano, onde nessa semana a temperatura oficial chegou a bater 10º C.

Nesse 8º episódio da nova temporada do podcast O Que a Bahia Quer Saber, te convidamos a esfregar as mãos, botar um casaquinho e conhecer a história do frio na Bahia. Quais foram as menores temperaturas registradas na nossa história?

E mais: como é a vida de quem mora nas cidades mais frias da Bahia? Contamos histórias de pessoas que já passaram verdadeiros 'perrengues' a quase 2 mil metros de altitude. E o mais curioso: tem gente que adora isso. Correr no frio, subindo as serras, pagar promessa. É tradição!

Também desvendamos algumas perguntas que todo curioso baiano já se fez um dia. Qual foi a menor temperatura já registrada em Salvador? Seria possível nevar algum dia na Bahia? Será que já tivemos episódios de geada por aqui, que nem acontece no Sul?

E um 'spoiler': acredite, já foi registrada aqui em Salvador a temperatura de 9,5º C. E teve uma cidade na Bahia onde bateu, de fato, 4º C. Como isso tudo seria possível?

Toda semana, você tem no podcast O Que a Bahia Quer Saber uma matéria especial em formato de áudio. Um mergulho em algum tema de relevância para o estado. Você poderá acessar os episódios aqui mesmo no site do Correio* no seu aplicativo favorito de podcasts: no Spotify, no Deezer, no Anchor, no Google Podcasts ou no Apple Podcasts.


Clique no player para ouvir o episódio do O Que a Bahia Quer Saber:

Para ouvir diretamente no Anchor, clique aqui.


Você também pode ouvir nos aplicativos de sua preferência:


Spotify:

Para ouvir diretamente no Spotify, clique aqui.


Deezer:

Para ouvir diretamente no Deezer, clique aqui.


Apple Podcasts:

Para ouvir diretamente no Apple Podcasts, clique aqui.


Google Podcasts:


Para ouvir diretamente no Google Podcasts, clique aqui.


Outros aplicativos


Para ouvir no Pocket Casts, clique aqui.

Para ouvir no Breaker, clique aqui.

Para ouvir no Radio Public, clique aqui.


Mas... O que é "podcast"?

Podcast é um programa de áudio, igualzinho a um de rádio. A diferença é que você pode ouvir quando, como e onde quiser. Pode ser no celular, no computador ou na TV. Se quiser, você pode pausar, voltar, adiantar ou pular os trechos, se preferir.

Para ouvir, basta tocar no player acima. Ou, se preferir, basta clicar nos links para ouvi-lo no Spotify, no Deezer, no Apple Podcasts ou no Google Podcasts. Também é possível buscar os episódios diretamente nos aplicativos.

O Que a Bahia Quer Saber

O CORREIO produz podcasts desde 2017, quando iniciou o Bate-Pronto Podcast, sobre futebol baiano. Em 2020, lançamos o O Que a Bahia Quer Saber, podcast diário com notícias relevantes para o estado.

Em 2021, o O Que a Bahia Quer Saber volta com formato especial: a cada semana, o leitor (e ouvinte!) terá uma matéria especial, com o padrão do CORREIO de jornalismo, porém explorando toda a riqueza que o áudio pode trazer.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas