Salvador desenvolve plano de adaptação para mudanças climáticas

salvador
12.08.2019, 16:05:00

Salvador desenvolve plano de adaptação para mudanças climáticas

Pesquisador Carlos Nobre vai montar equipe que vai desenvolver estudos, durante evento da ONU na capital

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Salvador busca chegar mais perto de atingir as metas do Acordo de Paris, que estabelece um compromisso global sobre as alterações climáticas e metas para a redução da emissão de gases do efeito estufa. O auxílio vem do Plano Municipal de Adaptação e Mitigação às Mudanças Climáticas da capital, que deve começar a ser desenvolvido na Semana Latino-americana e Caribenha sobre Mudança de Clima, em conjunto com o climatologista e presidente do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas, Carlos Nobre.
 
Uma equipe vai desenvolver estudos para subsidiar o plano, que é desenvolvido com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), através do Prodetur, e do Grupo C40 de Grandes Cidades para Liderança do Clima. A capital baiana foi o primeiro município da América Latina a assumir compromissos com o Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e Energia, formado pelos gestores para implementar políticas e ações para redução das emissões e adaptação das cidades aos efeitos das mudanças climáticas.

Presidente do Painel Brasileiro de Mudanças Climáticas (Divulgação)


Carlos Nobre, o cientista que vai compor o grupo para criar o plano, vai ministrar a palestra na abertura do Painel Salvador de Mudança do Clima, que acontecerá durante a semana do Clima, entre os dias 19 a 23 de agosto, em Salvador.
 
No evento, o estudioso vai apresentar os impactos das mudanças climáticas em Salvador, a saúde humana e a agricultura, se a temperatura média global continuar aumentando. 
 
Para o pesquisador, encontros como esse são de extrema importância para o país e para a capital baiana. “Em todas as pesquisas de opinião mundiais, a população brasileira é a terceira do mundo que mais se preocupa com as mudanças climáticas. O Brasil tem sido protagonista nas discussões sobre o clima e preservação do meio ambiente, desde a Rio-92, e essa Semana do Clima em Salvador mantém viva a esperança de que o país não vai abandonar esse protagonismo”, pontuou.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas