São Francisco do Conde, Pojuca e Madre de Deus reabrem comércio nesta sexta (24)

bahia
24.07.2020, 05:51:00
Comércio de São Francisco do Conde volta a funcionar nesta sexta (Prefeitura de São Francisco do Conde/Divulgação)

São Francisco do Conde, Pojuca e Madre de Deus reabrem comércio nesta sexta (24)

Municípios maiores como Lauro de Freitas, Simões Filho e Camaçari só reabrirão as lojas na próxima segunda (27)

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Uma reunião conjunta entre os prefeitos da Região Metropolitana de Salvador (RMS) definiu nessa quinta-feira (23) que os nove municípios que compõem o bloco vão reabrir o comércio no máximo a partir da próxima segunda-feira (27). Madre de Deus, Pojuca e São Francisco do Conde já liberam o funcionamento do comércio nesta sexta (24).

Prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho explicou que a decisão dos três últimos municípios reabrirem mais rápido foi tomada levando em conta a menor população do local: todos têm menos de 40 mil habitantes.

A decisão vale para as cidades de São Francisco do Conde, Camaçari, Dias D'Ávila, Madre de Deus, Pojuca, Candeias, Lauro de Freitas, São Sebastião do Passé e Simões Filho.

A reabertura do comércio contempla os estabelecimentos comerciais e templos religiosos e está em conformidade com as decisões do governo e da prefeitura de Salvador, que tomaram como base a taxa de ocupação dos leitos de UTI - que deve estar abaixo de 75% - e seguirão com a exigência de que todos os protocolos de segurança continuem sendo adotados.

A reunião ainda teve a participação de representantes da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) e do Consórcio Intermunipal Somar.

Em entrevista após a reunião, Moema Gramacho apontou que a decisão considera o número de leitos de UTI exclusivos para Covid-19 disponíveis na Bahia, que atualmente está em 74%, de acordo com o último boletim divulgado pela Sesab. Com esse valor, o grupo entendeu que é possível iniciar as etapas de abertura desde que o comércio siga os protocolos estabelecidos.

Prefeito de Camaçari, Elinaldo Araújo disse que os municípios estão trabalhando para abrir e não mais fechar. Contudo, ele aponta que é necessária a cooperação dos comerciantes para fiscalizar o cumprimento do distanciamento dentro das lojas e respeitar o horário de funcionamento, que ainda não foi divulgado.

"Passamos por todo esse esforço para abrir e continuar aberto. Parte dos comerciantes que pediu para abrir o comércio precisa ajudar a cumprir e fiscalizar as regras sanitárias como distanciamento de 2 metros por pessoa, testes de temperatura e sempre que possível higienizar as mãos. Além disso, precisam acionar os municípios sempre que uma pessoa tiver com a temperatura alta para que a gente facilite os testes rápidos", disse.

Moema Gramacho reforçou a ideia de não desejar um 'efeito sanfona' de abertura e reabertura do comércio, e também apontou que não está "abrindo mão da ideia de que o isolamento social é a melhor alternativa, a melhor prevenção para combater o coronavírus. Mas achamos que o comércio pode funcionar com protocolos, cumprindo com a parte dele de fazer com medidas preventivas podemos daqui pra frente chegar a um equilíbrio".

"A gente vai adotar a taxa de ocupação dos leitos de UTI [como parâmetro para manter o plano de reabertura]. Vamos andar sempre em conjunto com o governo do estado e orientações da Sesab", afirmou Breno Konrad, prefeito de São Sebastião do Passé.

"Estamos seguindo tudo que orienta a ciência para podermos abrir e seguir abertos. Os comerciantes precisam nos ajudar a manter as medidas de segurança", frisou Elinaldo Araújo, prefeito de Camaçari.

Uma nova reunião entre os representantes dos municípios da RMS está marcada para a próxima quinta-feira (30). A previsão é que se avalie os primeiros dias de reabetura do comércio, além de discutir os avanços para a segunda e terceira fase de abertura da economia na região.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas