Satélite: familiares pedem intervenção do MP para ter acesso à Mãe Stella de Oxossi

satélite
21.06.2017, 06:00:00
Atualizado: 21.06.2017, 13:40:49

Satélite: familiares pedem intervenção do MP para ter acesso à Mãe Stella de Oxossi


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

(Foto: Arquivo CORREIO)

Familiares de Mãe Stella de Oxóssi pediram a intervenção do Ministério Público do Estado (MP) para ter acesso à ialorixá, considerada a mais influente e respeitada líder religiosa do candomblé em atividade no país. Em denúncia ao MP, uma sobrinha de Mãe Stella acusou pessoas do círculo íntimo da ialorixá de impedirem que ela tenha contato com parentes e filhos de santo do terreiro Ilê Axé Opó Afonjá, em São Gonçalo do Retiro. O relato feito aos promotores que atuam na área de defesa dos idosos incluiu ainda suspeitas de maus-tratos físicos e psicológicos contra Mãe Stella,  92 anos.  

“É sempre a alegação de que ela está descansando, e as pessoas não conseguem vê-la. Tudo bem que (Mãe Stella) é idosa, de fato precisa descansar para preservar a saúde, mas em determinado momento tem que ver as pessoas, os familiares. Desde domingo não conseguimos contato com ela”, disse a sobrinha da ialorixá, que confirmou o pedido de intervenção, mas só aceitou conversar com a Satélite sob condição de anonimato. Filhos do Ilê Axé Opó Afonjá ouvidos pela coluna reafirmaram o teor da denúncia apresentada aos promotores e revelaram preocupação com o isolamento de Mãe Stella . O MP, por sua vez, alegou desconhecer o caso.

Leia mais notícias da Coluna Satélite

***

Em nome do padrinho
Indicado pelo deputado federal Benito Gama (PTB), o geólogo Fábio Rodamilans vai comandar a Superintendência do Ibama no estado. Formado pela Ufba e servidor de carreira da Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM), Rodamilans chefiou o gabinete de Benito durante sua passagem pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Rio Grande do Norte, onde ficou de 2011 a 2013.

***

Aspas
"Apesar de ampliar 10% da receita, o Estado parece não se importar com os servidores", Sidelvan Nóbrega, deputado estadual do PRB, ao cobrar reajuste salarial para a categoria

***

Pausa no canal
O governo do estado suspendeu temporariamente a obra de macrodrenagem nos rios Jaguaribe e Mangabeira, que cortam parte da orla de Salvador, e é alvo de protestos de ambientalistas. A medida foi tomada após recomendação feita pelo MP, que cobrou a paralisação até obter respostas do Executivo às solicitações de esclarecimento sobre a legalidade ambiental do projeto de R$ 270 milhões.

***

Morde e assopra
Em meio ao cerco da prefeitura, noticiado na última quinta, a Airbnb garantiu que mantém “compromisso público de diálogo com governos e legisladores e já assinou acordos de coleta de impostos que cobrem mais de 275 jurisdições ao redor do mundo”.  Mas lembrou que a locação por temporada é regida por lei federal. “Outras cidades tentaram iniciativas semelhantes com relação ao ISS e esbarraram em questões de constitucionalidade”, disse a Airbnb, em nota.

***

Além da capital
Liberado pela Justiça para atuar em Salvador, o Uber mira agora a clientela das maiores cidades do interior baiano. Recentemente, a empresa implantou o aplicativo em Feira de Santana e, para atrair motoristas locais ou já cadastrados na capital, o Uber está oferecendo incentivos financeiros que permitem multiplicar os lucros obtidos pelo serviço.

***

Pílulas

Dança da paz  Rivais na Câmara, os vereadores Henrique Carballal (PV) e Marta Rodrigues (PT) deixaram ontem as diferenças e dançaram forró juntinhos na Casa. A dupla arrastou os pés para comemorar a aprovação do projeto de lei que determina cota mínima de 60% na contratação de artistas “que expressam a cultura baiana” em eventos bancados com verbas do Município. 

Estranhos no ninho  Os artistas que defendem a cota estão na bronca com a invasão dos forasteiros de outros gêneros musicais nas  festas juninas.  Reclamam que sertanejos universitários e cantores pop já  tomaram conta.

Prato frio  O Palácio Thomé de Souza não escondeu a ironia com as inaugurações de viadutos de retorno na Paralela. Lembrou que insistiu muito para fazer o governo do estado tocar as obras que inicialmente rejeitava.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas