'Se contarem os votos legais, ganho facilmente', diz Trump em pronunciamento aos Estados Unidos

mundo
05.11.2020, 21:58:00
Atualizado: 05.11.2020, 22:08:51
(Reprodução)

'Se contarem os votos legais, ganho facilmente', diz Trump em pronunciamento aos Estados Unidos

Presidente americano criticou resultados das pesquisas e disse que eram 'ridículos'

"Se contarem os votos legais, ganho facilmente. Se contarem os votos ilegais, podem tentar roubar de nós a eleição", disse o presidente republicano, durante pronunciamento à imprensa na Casa Branca, após ter se declarado vencedor do pleito na quarta-feira, horas depois do fechamento das urnas.

Acompanhe a apuração nas eleições nos EUA clicando aqui

Ao olhar de Trump, resultados das pesquisas eram "ridículos"
Motivado, o atual presidente americano pressupõe que a sua vitória nas eleições deste ano "tem números históricos". "A vitória tem números históricos. As pesquisas erraram feio. Nós sabemos que os resultados das pesquisas eram ridículos. Eles acharam que seria uma onda democrata gigantesca, mas, na realidade, o que aconteceu foi uma onda republicana gigantesca, que já foi reconhecida pela imprensa. A imprensa está muito impressionada."

O Republicano aproveitou sua fala para dizer também que existem outros interesses por detrás das pesquisas. "As pesquisas da imprensa foram, na verdade, uma interferência nas eleições, por interesses especiais. São pesquisas falsas e mentirosas, criadas para criar uma ilusão a favor do Biden. Eram pesquisas de supressão. Todos sabem do que se trata."

"Disse que os votos por Correios seriam um desastre e teriam um impacto desastroso nas nossas eleições. Está piorando a cada dia. As histórias são aterrorizantes. Não podemos permitir que isso aconteça com os Estados Unidos. Não é uma questão de quem vai vencer. Isso não pode acontecer com o nosso país. Seria uma vergonha", disse Donald Trump, presidente dos Estados Unidos.

Em meio ao grande recolhimento de votos nos Estados Unidos, Trump acredita em fraudes na votação. "Espero que essa questão seja esclarecida. Eu assumi vitória em alguns Estados, ele (Biden) assumiu vitória em outros Estados. Mas houve esquemas suspeitos e não podemos permitir que isso aconteça. Muito obrigado", disse ele em seu pronunciamento, que teve 18 minutos de duração.

Ao analisar a fala de Donald Trump, é possível ver que o presidente acredita veementemente que vai vencer estas eleições, mas ele acredita que haverá conflito de interesses na escolha do novo comandante da Casa Branca pelos próximos quatro anos. "Nós acreditamos que ganharemos com facilidade essa eleição. Vai haver muito litígio, porque temos muita prova, muita evidência e, provavelmente, a autoridade de Justiça mais alta, a Suprema Corte, será envolvida, porque não podemos permitir que a eleição seja roubada de nós, e eu já venho alertando a meses."

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas