Sem caruru, com orações: festa de Santa Bárbara vai ser diferente este ano

clarissa pacheco
29.11.2020, 07:00:00

Sem caruru, com orações: festa de Santa Bárbara vai ser diferente este ano

Festas populares foram suspensas por conta da pandemia

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Festa de Santa Bárbara, em Salvador, em dezembro de 1983
(Foto: Arquivo CORREIO)

O Largo do Pelourinho, este ano, vai estar diferente na próxima sexta-feira (4). Os devotos de Santa Bárbara e de Iansã estão acostumados a encher o local de uma multidão vestindo vermelho, e seguir o dia 4 de dezembro entre orações e festa. Mas, este ano, nada de caruru - como o desta foto feita na festa de 1983 - nem do já tradicional banho de mangueira no Quartel dos Bombeiros da Barroquinha.

A festa de largo que abre o calendário das festas populares de Salvador foi suspensa por causa da pandemia. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (27) pelo prefeito da cidade, ACM Neto. Na mesma ocasião em que afirmou que o Carnaval de 2021 foi cancelado, Neto também disse que não haverá, este ano, festas de largo.

Quem costumava ir às missas, procissões e, depois, comer um caruru na Baixa dos Sapateiros e tomar o banho de mangueira dos Bombeiros, na Barroquinha - Santa Bárbara é padroeira da corporação - terá que se contentar com uma festa mais simples.

Mas isso não significa que não haverá orações. Os devotos de Santa Bárbara encontrarão a Igreja do Rosário dos Pretos aberta para o tríduo de Santa Bárbara entre os dias 1º e 3 de dezembro, sempre às 17h. O limite máximo de pessoas dentro da igreja será de 50 - por ordem de chegada.

Já no dia dedicado a Santa Bárbara, a sexta-feira, dia 4, haverá três missas na mesma Igreja do Rosário dos Pretos, às 7h, 9h e 11h30. Para estas, no entanto, as vagas já foram preenchidas. Quem quiser ainda pode assistir às missas ao vivo pelo Facebook, YouTube e Instagram da Irmandade dos Homens Pretos (@irmandadedoshomenspretos).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas