Sem fiscalização da Guarda Municipal, praias de Salvador lotam mais uma vez

salvador
26.10.2020, 00:38:00
Banhistas foram vistos na praia da Ribeira na tarde deste domingo (Tiago Caldas/CORREIO)

Sem fiscalização da Guarda Municipal, praias de Salvador lotam mais uma vez

Aglomeração de banhistas foi vista nas praias da Ribeira e Piatã

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Mesmo ainda proibidas de serem frequentadas aos finais de semana, as praias de Salvador continuam lotadas aos sábados e domingos. Na tarde de hoje (25), o CORREIO flagrou as praias da Ribeira e Piatã repleta de banhistas, que descumpriam os protocolos do decreto municipal. Ninguém quis falar com a reportagem e não havia fiscalização da Guarda Civil Municipal no horário, por volta das 15h30.  

As regras da prefeitura para combater o coronavírus só permitem a utilização das praias de segunda a sexta-feira. O Porto da Barra, Buracão e Paciência (ambas últimas localizadas no Rio Vermelho), seguem fechadas qualquer dia da semana.

Procurada, a Guarda Municipal informou que a equipe de fiscalização tem mais de 100 agentes ao longo do final de semana e vem orientando centenas de populares a respeito do decreto. 

“A falta de conscientização da população se mantém sendo o grande problema. Diversas pessoas, após a saída da fiscalização, retornam para faixa de areia, o que leva após a retirada o acúmulo de pessoas novamente. São mais de 60km para fiscalizar, o que torna inviável para o órgão permanecer com equipes fixas nos locais”, disse a Guarda, por meio de nota. 

A GCM pediu ainda a compreensão dos soteropolitanos para que cumpram as regras sanitárias estabelecidas nos protocolos. “A GCM tem se esforçado para cobrir todos os pontos da cidade, inclusive destacando boa parte do efetivo diário para essa missão, sendo importante ainda sim, a consciência da população, pois é impossível garantir a fiscalização em todas as praias ao mesmo tempo, sem causar deficiência a outros serviços”, completou a Guarda. 

*Sob orientação do chefe de reportagem Jorge Gauthier

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas