Sem ressaca: Bahia decide vaga na Sul-Americana contra o Nacional

e.c. bahia
26.02.2020, 05:00:00
João Pedro e Nino Paraíba no treino no CT da Conmebol, no Paraguai (EC Bahia/Divulgação)

Sem ressaca: Bahia decide vaga na Sul-Americana contra o Nacional

Tricolor faz o jogo de volta no Paraguai nesta Quarta de Cinzas; veja escalações e transmissão

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.


O Carnaval chegou ao fim, mas o Bahia tem o desafio de manter seu torcedor em ritmo de festa nesta Quarta-feira de Cinzas (26). Às 19h15, o Esquadrão entra em campo diante do Nacional-PAR com uma missão: garantir a classificação à segunda fase da Copa Sul-Americana.

Bem longe dos circuitos da folia em Salvador, o duelo acontece no Paraguai, mais precisamente na cidade de Villa Elisa, distante 16km da capital Assunção e onde está localizado o estádio Luis Alfonso Giagni, local da partida.

Será a primeira vez que o Bahia atuará oficialmente no país vizinho. Até o jogo de ida na Fonte Nova, o tricolor nunca havia enfrentado uma equipe paraguaia em partidas oficiais.

A estreia, inclusive, foi em grande estilo. A vitória por 3x0 conquistada no duelo de ida, no dia 12, deu ao Esquadrão a vantagem de poder perder por dois gols de diferença que ainda assim avança à segunda do torneio. Ou até por três, caso o Bahia marque gol na casa do adversário, que é critério de desempate.

>>Jogo terá transmissão exclusiva do DAZN; clique para ter um mês grátis

Apesar do placar confortável, a ordem na Cidade Tricolor é a de entrar em campo focado para evitar surpresas. "Não tem tempo para ficar relaxado. É uma grande vantagem, fizemos um grande jogo, mas eles vão querer vir para cima. A gente tem que estar bem postado, bem concentrado, para não se acomodar nos 3x0", afirma o volante Flávio.

A preocupação ganha força em um precedente. Este ano, o Bahia já foi eliminado de um torneio mata-mata ao ser derrotado na Copa do Brasil pelo River, por 1x0, em Teresina.

Agora, o volante garante que a história será diferente. "A gente precisa de confiança, infelizmente teve um começo de ano meio conturbado. Fomos eliminados na Copa do Brasil e perdemos o clássico logo em seguida. Ficou um pouco pesado. Mas a gente vem retomando a confiança, a nossa forma de trabalho. Professor Roger vem dando excelentes treinos", detalha.

Estádio emprestado

Diante do cenário instalado para o jogo da volta, o clima das arquibancadas deve ser favorável ao Bahia. Apesar de ser um time querido no Paraguai, o Nacional não conta com grande torcida.

Além disso, a equipe jogará quase em campo neutro. O estádio Arsenio Erico, onde o Nacional atua como mandante e que fica em Assunção, não tem capacidade mínima de 7.500 lugares exigida pela Conmebol nos torneios internacionais. Por isso, o duelo contra o Bahia foi levado para o estádio do Sol de América, que suporta até 10 mil torcedores. E não é esperada lotação máxima na partida.

Para superar o Bahia, o Nacional terá que conseguir uma façanha daquelas. Na atual temporada, La Academia conseguiu fazer mais de dois gols em apenas uma partida, quando bateu o modesto Guaireña por 3x0 na estreia do Apertura paraguaio.

Se avançar na Sul-Americana, o Bahia deixará para trás a campanha ruim do ano passado, quando foi eliminado na primeira fase pelo Liverpool-URU. Além disso, encherá os cofres com uma cota de 375 mil dólares, cerca de R$ 1,6 milhão na cotação atual.

Prováveis escalações

Nacional: Espinola; Franco, Garay, Cabral e Díaz; Costa, González, Zaracho e Santacruz; Villagra e Beltrán. Técnico: Roberto Torres.

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Juninho Capixaba; Flávio, Gregore e Élber; Arthur Caíke, Gilberto e Clayson. Técnico: Roger Machado.

ÁRBITRO - Patricio Loustau (Argentina).

***

O CORREIO entende a preocupação diante da pandemia do novo coronavírus e que a necessidade de informação profissional nesse momento é vital para ajudar a população. Por isso, desde o dia 16 de março, decidimos abrir o conteúdo das reportagens relacionadas à pandemia também para não assinantes. O CORREIO está fazendo um serviço de excelência para te manter a par de todos os últimos acontecimentos com notícias bem apuradas da Bahia, Brasil e Mundo. Colabore para que isso continue sendo feito da melhor forma possível. Assine o jornal.


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/depois-de-um-susto-targino-se-prepara-para-cantar/
Músico sofreu grave acidente de carro, mas escapou ileso e agora se prepara para fazer lives
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/sao-joao-sera-comemorado-com-maratona-de-lives-promovidas-pelo-correio/
Serão seis apresentações de bandas e cantores durante o projeto, que arrecadará doações
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/junho-chegou-correio-promove-lives-para-comemorar-o-sao-joao/
Apresentações acontecem sempre às sextas e sábados de junho, às 19h
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/editorial-fotografado-a-distancia-une-tres-paises-na-quarentena/
O ensaio foi realizado pela plataforma Zoom, usando celular
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/bau-de-marrom-a-bahia-tambem-ensina-ao-mundo-como-cantar-e-dancar-forro/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/copo-de-leite-faz-haddad-acusar-bolsonaro-de-brindar-supremacistas-brancos-entenda/
Leite tem sido usado como símbolo por neonazistas nos EUA; petista enxergou provocação após repercussão de mortes de homens negros. Presidente nega
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/anastacia-comemora-80-anos-com-muito-forro/
Cantora e compositora lança EP com produção de Zeca Baleiro e parcerias com Mariana Aydar, Chico César e Amelinha
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/nizan-guanes-vai-entrevistar-roberto-medina-abilio-diniz-e-washington-olivetto/
As entrevistas são parte do Sunday Night Live que o publicitário tem realizado em sua conta do Instagram
Ler Mais