Só falta assinar: Vitória acerta renovação de Caíque até 2020

e.c. vitória
17.05.2018, 12:43:00
Atualizado: 17.05.2018, 12:53:41
Revelado no Vitória, Caíque renovará contrato até o fim de 2020 (Maurícia da Matta / EC Vitória)

Só falta assinar: Vitória acerta renovação de Caíque até 2020

Contrato atual do goleiro com o rubro-negro vence em setembro

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O goleiro Caíque seguirá no Vitória até o final de 2020. O novo contrato do jogador com o clube já está acertado e será assinado nos próximos dias. A negociação se arrasta há algumas semanas.

"Com relação à parte negocial está tudo resolvido. Todos os acertos financeiros foram feitos, mas a formalização, a assinatura, ainda não foi feita", afirma o empresário do jogador, Henrique Melo.

De acordo com o agente, o novo contrato está previsto para ser assinado na próxima semana e isso só não aconteceu ainda porque o clube não queria arriscar que o goleiro desfalcasse a equipe em algum jogo. Pelos trâmites legais, é necessário rescindir o vínculo atual e regularizar o jogador novamente. 

"Caíque viajou, retorna hoje e tem jogo no final de semana, mas provavelmente na próxima semana deve estar formalizando. Para que o contrato novo seja assinado e registrado, tem que ter tempo hábil, então ele poderia perder a condição de jogo", explica Melo.

O contrato de Caíque com o Vitóra encerra em setembro, o que, neste momento, já deixa o jogador de 20 anos livre para assinar um pré-contrato com qualquer outra equipe e sair de graça ao fim do vínculo. Por isso, a renovação é a forma que a diretoria rubro-negra tem de manter tanto o jogador no elenco quanto a possibilidade de lucrar futuramente. Apesar das falhas recentes, Caíque é visto como um jogador promissor na Toca do Leão, a ponto do clube ter liberado Fernando Miguel sem custos para o Vasco.

Reserva durante o Campeonato Baiano, o garoto desbancou Miguel e ganhou a camisa de titular no primeiro jogo contra o Internacional, na quarta fase da Copa do Brasil. De lá pra cá, não sentou mais no banco e esteve em campo nas cinco primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro.

Nesta temporada, Caíque defendeu o gol rubro-negro em 14 jogos e sofreu 21 gols, três deles durante a derrota por 3x0 para o Sampaio Corrêa, na noite de quarta-feira (16), pelas quartas de final da Copa do Nordeste. Os dois primeiros tentos do time maranhense foram marcados após falha dele.  

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas