Suspeito de matar ex-companheira a facadas na Bahia é preso em Goiás

bahia
27.05.2021, 13:43:00
(Divulgação)

Suspeito de matar ex-companheira a facadas na Bahia é preso em Goiás

Ele também é apontado como autor da morte de um homem e tentativa de homicídio contra uma mulher 

A polícia prendeu Donizete Mendes da Silva, suspeito de matar a ex-companheira, Queliane Ribeiro Barbosa, a facadas. Ele também é apontado como o responsável pela morte de Antônio Ferreira da Silva e autor de uma tentativa de homicídio contra uma mulher. Os crimes ocorreram no dia 13 de março, no povoado de Lagoa do Caldeirão, na cidade de Campo Alegre de Lourdes. 

Segundo a polícia, ele teria armado uma emboscada para a ex-mulher. Ela estava com o tio, Antônio Ferreira da Silva, em uma moto, quando foi surpreendida por Donizete, que estava armado com uma faca. O suspeito esfaqueou os dois e fugiu. A mulher morreu no mesmo dia, enquanto o familiar faleceu no último dia 21.

O suspeito foi preso na cidade de Formosa, em Goiás, durante ação conjunta das polícias Civil, Militar e Rodoviária Federal. De acordo com o titular da Delegacia Territorial (DT) de Campo Alegre de Lourdes, delegado José Alberto Alencar Braga, a busca pelo homem começou na terça-feira (25), no município de Várzea Branca, no Piauí, onde ele estaria escondido, com planos de fugir para São Paulo. A Polícia Militar do Piauí deu apoio na ação.

“Tivemos a informação de que o suspeito fugiu em um veículo Volkswagen Fox, de cor preta. Ele contratou por R$ 10 mil um motorista para dirigir o carro e chegou a se esconder em Santa Maria da Vitória”, disse José Alberto. O homem está à disposição da Justiça.    

***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas