Tabu incômodo: Bahia não vence Fluminense no Maracanã há 34 anos

e.c. bahia
29.08.2021, 07:00:00
Tricolor tenta reagir para se distanciar da zona de rebaixamento (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Tabu incômodo: Bahia não vence Fluminense no Maracanã há 34 anos

Esquadrão encara o time carioca nesta segunda-feira (30), no Rio

O Bahia tem uma necessidade clara: voltar a vencer no Campeonato Brasileiro. Vivendo um jejum de sete jogos sem triunfos na Série A, o tricolor se vê cada vez mais perto da zona de rebaixamento. A primeira chance para colocar fim  na fase ruim será nesta segunda-feira (30), quando mede forças com o Fluminense, às 19h. 

Mas para conseguir a façanha e voltar do Rio de Janeiro com os três pontos na bagagem, o tricolor vai ter que superar um tabu ainda mais longo. O Bahia não sabe o que é vencer o Fluminense no Maracanã há 34 anos. 

A última vez que conseguiu bater o tricolor carioca atuando no Maraca foi em 1987. Pelo Brasileirão daquele ano, o atacante Ronaldo Marques anotou o único gol no triunfo por 1x0. Depois disso, a maré secou para o lado do time baiano.

Da última vitória para cá, Bahia e Fluminense se enfrentaram 11 vezes no mítico estádio. Passando por confrontos importantes, como o jogo de ida da semifinal do Brasileirão de 1988, foram sete derrotas e quatro empates. O último encontro aconteceu em outubro do ano passado. Em um pênalti polêmico, o meia Nenê garantiu o triunfo do Flu por 1x0. 

O Esquadrão chegou a vencer o adversário em duas oportunidades atuando no Rio de Janeiro, mas nos dois casos as partidas não foram no Maracanã. Em 1990, o Bahia aplicou goleada por 4x1, nas Laranjeiras. Charles, Gil Sergipano, Naldinho e Luís Henrique fizeram os gols. Alexandre Torres descontou. 

Já em 2011, foi a vez de Jobson aproveitar a arrancada de Ávine para  garantir os três pontos para o Bahia no Brasileirão. A vitória por 1x0, no entanto, foi conquistada no estádio do Engenhão. Aquele, por sinal, foi o último triunfo baiano sobre o Flu no Rio de Janeiro. 

Na tentativa de quebrar o tabu, o Bahia se apega aos números. O Fluminense é atualmente o quinto pior mandante do Brasileirão. O time, agora treinado pelo técnico Marcão, venceu apenas dois dos sete jogos que fez em casa. O desempenho ruim se estende também à Copa do Brasil. Na última quinta-feira (26), o Flu caiu em casa por 2x1 para o Atlético-MG, pela partida de ida das quartas de final. O jogo foi disputado no Engenhão. 

Além disso, um outro fator motivador para o Bahia vai estar na beira do campo. No Maracanã, o tricolor vai estrear o técnico Diego Dabove. O argentino foi o escolhido do clube para substituir Dado Cavalcanti e tocar as mudanças que a equipe precisar para não se consolidar de vez na luta contra o rebaixamento. 

“É um trabalho bem interessante, Dabove chegou com bastante trabalhos variados, a gente vinha de uma sequência meio amarga, os resultados ruins e, depois que ele chegou, ele mudou bastante o ânimo da equipe. A gente conseguiu ficar com astral mais pra cima. São trabalhos que buscam bastante intensidade da gente. Acredito que vai dar bons frutos, bons resultados”, analisou o volante Raniele.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas