Taxista baleado na boca está consciente e aguarda cirurgia

salvador
15.01.2019, 11:37:00
Atualizado: 15.01.2019, 11:37:21

Taxista baleado na boca está consciente e aguarda cirurgia

Ele assaltado por um homem armado em Itapuã

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O taxista Cristóvam José Neves Lima, 59 anos, que foi baleado na boca durante um assalto em Itapuã, nesta segunda-feira (14), passa bem e está aguardando por cirurgia. O trabalhador foi abordado por um homem armado depois de deixar uma passageira na Rua Edmundo Loureriro, conhecida como Rua das Dunas, próximo ao Farol de Itapuã, em Salvador.

A bala está alojada no maxilar dele. Segundo o presidente da Associação Geral dos Taxistas (AGT), Adenilton Paim, o motorista está consciente e contou que tentou pegar de volta a carteira e o celular depois de ser assaltado.

"Estive com ele, ontem. Ele me reconheceu e contou que reagiu depois de entregar os pertences ao bandido. O filho dele também é taxista e a família está abalada com tudo o que aconteceu. A polícia esteve no local ontem e está investigando o caso", afirmou.

O crime aconteceu por volta de 11h e Cristóvam foi socorrido por uma viatura da Polícia Militar para o Hospital Geral Menandro de Farias, em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador. Ainda na segunda, ele foi transferido para o Hospital do Subúrbio, em Salvador, onde está internado.

O crime está sendo investigador pela 12ª Delegacia (Itapuã). O titular da unidade, Nilton Tormes, informou que ouviu familiares da vítima, mas que ainda não há novidades sobre o caso.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas