Tem dúvidas sobre a franquia do seguro de carro em caso de roubo e acidentes? A gente explica!

estúdio correio
05.07.2022, 10:26:00
(Freepik)

Tem dúvidas sobre a franquia do seguro de carro em caso de roubo e acidentes? A gente explica!

Proprietário do carro deve ficar atento ao contrato e aos direitos para não receber cobranças da seguradora em cenários indevidos

Muitos motoristas que contratam serviços de seguro de carros não se preocupam em tirar dúvidas sobre o acordo previamente, e acabam levantando questionamentos no momento em que são obrigados a acionar a proteção fornecida pela empresa.

Os contratos pré-estabelecidos entre cliente e empresa que presta o serviço podem variar em diversas formas. Em alguns casos, o motorista opta por pagar um valor maior na cotação do seguro de carros ficando, desta forma, isento do preço da franquia no momento em que ocorre um acidente ou roubo do veículo. Há também o cenário onde o valor desta franquia não zera, mas diminui de forma considerável, facilitando o pagamento.

Com isso, é essencial que o proprietário do veículo esteja ciente do contrato, onde consta o valor da apólice do seguro e da franquia, em caso de sinistros.

Cobertura básica de Seguro.

Como calcular a Franquia do Seguro de Automóvel?

Como calcular franquia de seguro?

Um cenário que gera questionamentos nos clientes é quando há roubo do veículo que está protegido por seguro. Neste caso, caso o veículo não seja encontrado até o prazo de sete dias, o cliente não deve pagar franquia à seguradora que, após efetuar indenização ao cliente, ganha a propriedade do veículo, caso este seja localizado.

Para estipular o valor que deve ser recebido pelo motorista em casos como esse, é levado em consideração o preço do carro na tabela da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (FIPE) e o contrato pré-estabelecido entre as partes.

E se o veículo for localizado antes do prazo?

Por outro lado, caso o veículo seja encontrado no prazo dos sete dias, e tiver danos, o motorista precisa pagar o valor estipulado na franquia para que os reparos necessários sejam feitos no veículo. Ou seja, neste caso, o único cenário em que não é necessário o pagamento do valor estipulado na franquia de seguro de veículos é se o bem for considerado perda total, ou seja, os danos forem muito grandes para serem reparados. Desta forma, a indenização é classificada como perda total e não roubo ou furto.

Seguro com franquia.

Quais são os tipos de franquias?

1 - Aumentada, ampliada ou majorada: deixa o valor do seguro auto mais barato. Porém, ao precisar acionar o seguro para determinados tipos de sinistros, eleva-se o valor da franquia;

2 - Normal ou básica: é a mais comum de ser contratada e equilibra o preço do seguro auto e o da franquia, para determinados tipos de sinistros;

3 - Isenta: nem todas as seguradoras oferece e também deixa o seguro de carro mais caro;

4 - Reduzida: também deixa o seguro mais caro, porém, o valor tende a ser menor do que no caso da franquia isenta. Afinal, o condutor ainda pagará um valor ao acionar a seguradora, mesmo que menor.

Como funciona a franquia.

Conclusão

Em resumo, roubo e furto nos quais o veículo não é localizado; perda total; incêndio ou explosão acidental; cobertura para terceiros (se houve a contratação); queda de raios são cenários em que o responsável pelo seguro do carro não pagará o valor da franquia.

Portanto, é necessário atenção em caso da seguradora cobrar os valores estabelecidos em contrato de forma indevida, ou seja, cenários que o cliente não precisaria pagar a quantia.

Para evitar perder dinheiro em situações como esta, é importante ficar atento e contratar uma empresa de seguro de carro confiável.

*Este conteúdo foi produzido pela empresa de comparação de seguros de carros online “O Melhor Trato” e que tem responsabilidade sobre o mesmo


***

Em tempos de desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informações nas quais você pode confiar. E para isso precisamos de uma equipe de colaboradores e jornalistas apurando os fatos e se dedicando a entregar conteúdo de qualidade e feito na Bahia. Já pensou que você além de se manter informado com conteúdo confiável, ainda pode apoiar o que é produzido pelo jornalismo profissional baiano? E melhor, custa muito pouco. Assine o jornal.


Relacionadas