Temer convoca Exército para conter tumulto na Esplanada; dois ministérios foram incendiados

brasil
24.05.2017, 19:50:00
Atualizado: 24.05.2017, 20:50:39

Temer convoca Exército para conter tumulto na Esplanada; dois ministérios foram incendiados

Militares já podem retirar manifestantes da Esplanada dos Ministérios. A permissão está publicada no Diário Oficial da União

O presidente Michel Temer autorizou, o uso das Forças Armadas nas manifestações desta quarta-feira (24) e outras que houver até 31 de maio. O ministro Raul Jungmann (Defesa) ficou responsável por delimitar o acesso da área monitorada pelo Exército.

No final da tarde, militares já podem retirar manifestantes da Esplanada dos Ministérios - dois prédios acabaram sendo atacados e foram parcialmente incendiados. A permissão está publicada no Diário Oficial da União. Veja decreto abaixo.

Foto: Reprodução

A primeira versão do decreto saiu com a data de 24 de dezembro. O ministério informou que já corrigiu a data no documento eletrônico. O presidente Temer autorizou o uso das Forças Armadas atendendo a um pedido do presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Ministérios em chamas
Durante a tarde, um grupo de manifestantes mascarados ateou fogo na área interna do Ministério da Saúde, no térreo, durante os protestos contra as reformas da Previdência e Trabalho. Os manifestantes pediam a renúncia de Temer e a realização de eleições diretas para a escolha de seu sucessor.

De acordo com o canal fechado GloboNews, por causa do bloqueio feito pelos manifestantes, os bombeiros estão com dificuldades em chegar ao prédio para controlar o incêndio. Um forte esquema de segurança foi montado no local e diversos confrontos entre manifestantes e policiais foram registrados.

O trânsito foi bloqueado no local. De acordo com boletim da Secretaria de Segurança do Distrito Federal, 35 mil manifestantes ocupam a Esplanada dos Ministérios.

Ainda conforme a emissora, os manifestantes atacaram seis prédios de ministérios, sendo que o da Agricultura também pegou fogo. As chamas ali já teriam sido controladas pelos bombeiros. O protesto começou pela manhã, nas imediações do estádio Nacional Mané Garrincha.

Há relatos de que uma pessoa foi atingida por arma de fogo no confronto. Não há informações da origem do disparo. A vítima está sendo atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Os prédios do ministério da Fazenda e Agricultura tiveram de ser evacuados, a pedido do Planalto. Além da Fazenda e Agricultura, houve degradação de outros, como o do Turismo, Minas e Energia, dos Transportes.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas