Terremoto de magnitude 6,6 no mar Egeu é sentido na Turquia e Grécia

mundo
30.10.2020, 10:39:35
Atualizado: 30.10.2020, 12:59:32
Prédios desabaram na Turquia (Demiroren News Agency/ AFP)

Terremoto de magnitude 6,6 no mar Egeu é sentido na Turquia e Grécia

O epicentro fica a cerca de 17 km da costa da província de Izmir

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Um forte terremoto de magnitude 6,6 na escala Richter sacudiu o oeste da Turquia na sexta-feira e causou o colapso de vários prédios, relatou o Núcleo de Gestão de Desastres e Emergências da Turquia e a mídia turca. Pelo menos quatro pessoas morreram e 120 ficaram feridas.

O tremor, que foi sentido em Istambul e Atenas, ocorreu no Mar Egeu, a sudoeste de Izmir, a terceira maior cidade da Turquia, e perto da ilha grega de Samos.

O epicentro fica a cerca de 17 km da costa da província de Izmir, a uma profundidade de 16 km, disse a AFAD. O terremoto foi sentido ao longo da costa do Mar Egeu da Turquia e na região noroeste de Mármara, informou a mídia. O ministro do Interior turco, Suleyman Soylu, disse no Twitter que seis prédios desabaram em dois distritos da província.

Ele disse que ainda não havia relatos de vítimas de seis outras províncias onde o terremoto foi sentido, mas disse que havia pequenas rachaduras em alguns edifícios.

Não há informações sobre vítimas fatais, de acordo com os jornais gregos, que citam autoridades locais. "Foi um terremoto muito grande, é difícil ter um maior", disse Eftyhmios Lekkas, chefe da organização grega para o planejamento anti-sísmico, à TV grega Skai.

A Grécia se encontra situada sobre importantes falhas geológicas e os terremotos são frequentes, sobretudo, no mar, e não costuma provocar mortos. De acordo com relato da AFP, aconteceu um mini-tsunami e danos materiais na ilha grega de Samos.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas