Toque de recolher: ônibus farão últimas viagens às 22h a partir de sexta

coronavírus
17.02.2021, 10:24:05
Atualizado: 17.02.2021, 10:59:03
(Betto Jr/Arquivo CORREIO)

Toque de recolher: ônibus farão últimas viagens às 22h a partir de sexta

Polícia Militar e a Guarda Municipal estarão nas ruas para cumprir toque de recolher

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Os ônibus de Salvador vão fazer as últimas viagens às 22h a partir de sexta-feira (19), com o início do toque de recolher. Segundo o prefeito Bruno Reis, os coletivos devem concluir suas viagens por volta das 22h30.

"Eles precisam levar os trabalhadores dos bares, restaurantes e shoppings para suas residências, e a partir das 22h estarão fazendo suas últimas viagens", explicou.

Para cumprir o decreto estadual que estabeleceu o toque de recolher em quase todo território da Bahia, a Polícia Militar e a Guarda Municipal estarão nas ruas de Salvador. Além disso, Reis prevê contratar mais fiscais para ampliar a atuação em estabelecimentos comerciais.

"Vamos contratar mais pessoas para garantir o cumprimento das medidas. Isso, na prática, significa fechar bares e restaurantes às 22h, e conforme estabecido decreto, interditar e cassar alvarás dos que estejam abertos", detalhou o prefeito.

Reis disse ainda que o toque de recolher é uma medida mais branda para evitar uma restrição maior nas próximas semanas e apelou, mais uma vez, para que as pessoas evitem aglomerações. "Peço que todos respeitem e evitem aglomerações. Estamos vendo festas em alguns lugares nos finais de semana, pessoas se aglomerando em bares e restaurantes", disse.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas