Toro 2022: picape fica mais potente, mas consumo fica abaixo da expectativa

só se vê no correio
14.06.2021, 09:00:00
Atualizado: 15.06.2021, 10:40:29
Terceiro modelo mais emplacado na Bahia, atrás apenas da Fiat Strada e do Chevrolet Onix, a Toro ganhou sua maior atualização desde o lançamento em 2016 (Foto: Antônio Meira Jr./CORREIO)

Toro 2022: picape fica mais potente, mas consumo fica abaixo da expectativa

Repórter especializado em autos conta em vídeo sua experiência com a versão Volcano com motor 1.3 turboflex, que custa a partir de R$ 144.990

A Toro passou por seu primeiro grande ajuste desde o lançamento em 2016. Externamente, a dianteira é a parte que apresenta mais novidades: capô, para-choques e grade foram redesenhados.

Por dentro, as maiores alterações são no quadro de instrumentos e na central multimídia, que têm tamanhos distintos de acordo com a versão. Há também a inclusão de internet a bordo e a possibilidade de comandos remotos via aplicativo.

Dê play e confira a avaliação

Embaixo do capô, continuam o veterano motor 1.8 litro flex (139 cv), restrito à versão mais barata, e o eficiente 2 litros turbodiesel (170 cv), além deles, chega o novo 1.3 litro turbo. Aos 5.750 rpm, esse propulsor inédito rende 180 cv de potência com gasolina e 185 cv com etanol. Com qualquer um desses combustíveis, o torque máximo, obtido a 1.750 rpm, é de 27,5 kgfm. A expectativa era de que, além de ter um melhor desempenho, esse novo engenho fosse bem mais econômico, mas isso não aconteceu, e explico no vídeo.

Pesando 1.705 kg, essa versão da Toro tem capacidade para 670 kg
Pesando 1.705 kg, essa versão da Toro tem capacidade para 670 kg (Foto: Antônio Meira Jr./ CORREIO)
A traseira não mudou. O sistema de abertura da tampa também é o mesmo
A traseira não mudou. O sistema de abertura da tampa também é o mesmo (Foto: Antônio Meira Jr./ CORREIO)
O interior mudou, mas a central multimídia de 10,1 polegadas é opcional
O interior mudou, mas a central multimídia de 10,1 polegadas é opcional (Foto: Fiat)
Nessa versão, o quadro de instrumentos é parcialmente digital
Nessa versão, o quadro de instrumentos é parcialmente digital (Foto: Fiat)
Os comandos do ar-condicionado foram resedenhados
Os comandos do ar-condicionado foram resedenhados (Foto: Fiat)

Os motores flex utilizam transmissão automática de seis velocidades e, o diesel, de nove. Apenas o diesel é associado a uma tração 4x4. A picape da Fiat se prepara para a chegada de quatro novas concorrentes: Chevrolet Montana (derivada do Tracker), Ford Maverick, Hyundai Santa Cruz e Volkswagen Tarok.

Na linha 2022, serão nove opções da picape, todas com transmissão automática. A mais barata é a Endurance com motor 1.8 Flex, que custa R$ 114.590. A unidade avaliada, a Volcano 1.3, custa R$ 144.990, mas há opcionais, começando pela cor da pintura. Apenas a cor vemelha sólida, chamada de Colorado, não tem acréscimo. Para o branco perolizado do veículo das fotos, por exemplo, é preciso desembolsar mais R$ 3.500.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas