Três presos pela Faroeste tentam escapar de audiência no STJ

satélite
21.01.2021, 08:50:00
Atualizado: 21.01.2021, 08:50:55

Três presos pela Faroeste tentam escapar de audiência no STJ


Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Três alvos presos pela Faroeste tentam evitar o comparecimento presencial na segunda audiência relativa à ação penal movida pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra 16 acusados de participar da venda de sentenças no Judiciário baiano. Em solicitação apresentada no último dia 13 ao STJ, as defesas da desembargadora Maria do Socorro Barreto Santiago, ex-presidente do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ), o falso cônsul da Guiné-Bissau Adailton Maturino e sua esposa, a empresária Geciane Maturino, solicitam à Corte permissão para se ausentar na audiência de instrução marcada para 9 de fevereiro, quando devem ser ouvidas testemunhas  arroladas pelo Ministério Público Federal. 

Ligação direta
O pedido foi apresentado quatro dias após  o ministro do STJ Humberto Martins, que respondeu pela corte na segunda semana do recesso judicial, manter a prisão preventiva de Maria do Socorro, Adailton, Geciane e mais três presos da Faroeste. Entre os quais, o juiz Sérgio Humberto de Quadros  Sampaio.

Segunda tranca
Tido como mentor do esquema desmontado pela operação, o falso cônsul terá outro bizu para lidar. Ontem, a Justiça do Piauí decretou sua preventiva na ação em que foi acusado de participar do furto de um processo disciplinar que tramitava no TJ daquele estado contra o juiz José Ramos Dias Filho, suspeito de transferir terras para o grupo de Maturino de forma fraudulenta. O requerimento de prisão feito pelo MP do Piauí foi antecipado pela Satélite em 26 de outubro do ano passado.

Gente grande
A ex-chefe de gabinete da SSP, delegada Gabriela Caldas, contratou dois  pesos pesados para defendê-la na Faroeste: Nabor Bulhões, advogado famoso por atuar em megaescândalos de corrupção, e o baiano Gamil Föppel, conhecido por defender políticos do estado encalacrados na Justiça.

Terceiro pedaço
O PSB está perto de fechar acordo para assumir mais uma secretaria no governo Rui Costa (PT). Além da pastas de  Meio Ambiente e Administração Penitenciária, deve abocanhar Agricultura ou Turismo. De preferência, a primeira.

Vara de pescar
Candidato do DEM ao Senado, o mineiro Rodrigo Pacheco desembarcou ontem em Salvador para buscar de apoio na disputa. No mesmo dia almoçou no Palácio de Ondina com o governador Rui Costa (PT) e o senador Otto Alencar (PSD) e se reuniu com o prefeito Bruno Reis e com o presidente nacional do partido, ACM Neto. Pacheco, que é favorito na sucessão,  realizou o périplo pela capital ao lado do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Fora de campo
Esperado no encontro de Pacheco com Rui Costa, o senador Jaques Wagner (PT) foi acometido por um descolamento de retina e não compareceu. Por ordens médicas, Wagner terá que repousar durante 40 dias e estará impedido de votar na eleição do Congresso Nacional.

"Essa foi a mais difícil eleição já ocorrida, e só foi possível ter  resultados  com o apoio e o trabalho dedicado dos meios de comunicação para que tivés- semos êxito" - Raimundo Campos Vieira, diretor-geral do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia, sobre o papel da imprensa no combate à desinformação durante a sucessão municipal do ano passado


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas