Trio tranca servidores e queima documentos da prefeitura de Camaçari

bahia
02.11.2017, 12:45:48
Atualizado: 02.11.2017, 17:30:47
(Foto: Divulgação)

Trio tranca servidores e queima documentos da prefeitura de Camaçari

Bandidos encapuzados estavam armados; é o 3º ataque do ano à Seinfra

Três bandidos armados e encapuzados invadiram a Secretaria de Infraestrutura (Seinfra) do município de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, na madrugada desta quinta-feira (2), trancaram os funcionários em uma guarita e, em seguida, queimaram documentos da repartição. Segundo a Polícia Militar, os suspeitos fugiram logo após provocar o incêndio.

Os dois vigilantes e dois prepostos da Defesa Civil que foram rendidos no momento do ataque tiveram seus celulares roubados. Eles não ficaram feridos e foram liberados por militares do 12º Batalhão de Polícia Militar (BPM/Camaçari). A PM isolou a área do crime e acionou o Corpo de Bombeiros Militar, para controlar as chamas, e a Polícia Civil, para investigar o crime.

Essa é a terceira vez neste ano que a sede da pasta é alvo de ataques. Os suspeitos atearam fogo em várias salas da repartição, destruindo equipamentos e documentos. Segundo a administração municipal, os servidores ficaram sob a mira das armas e presenciaram o ato criminoso.

Projeto investigado
Segundo a secretária da Infraestrutura, Joselene Cardim, nas salas atacadas estavam guardados documentos da obra da Bacia do Rio Camaçari, com recursos do Governo Federal, iniciada e paralisada nas gestões passadas, e que está sendo investigada pela Polícia Federal por suspeita de desvios de recursos da Caixa Econômica Federal aplicados na obra.

"Já tentaram destruir a papelada desse projeto nos outros dois atentados, mas os ataques nos documentos físicos são inúteis, pois todo o material está digitalizado e guardado em local seguro", afirmou a secretária.

A prefeitura de Camaçari informou que vai comunicar o ataque à Polícia Federal e cobrar respostas da Polícia Civil após a apuração do atentado. Técnicos da Seinfra vão avaliar os estragos e a gestão decidirá onde a pasta vai funcionar provisoriamente, até que a sede seja restaurada.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas