Trump diz que deve anunciar nome para Suprema Corte nesta semana

mundo
21.09.2020, 11:42:57
Atualizado: 21.09.2020, 11:45:35
(Arquivo AFP)

Trump diz que deve anunciar nome para Suprema Corte nesta semana

Em 2016, republicanos não aceitaram votar indicação de Obama por ser ano eleitoral

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, informou que deve anunciar o nome para a sucessão da vaga de Ruth Bader Ginsburg na Suprema Corte na sexta-feira ou no sábado. Ginsburg morreu na última sexta-feira, 18, aos 87 anos, vítima de complicações por um câncer no pâncreas. "Temos bastante tempo para confirmar o nomeado", afirmou Trump em entrevista à Fox News.

Os esforços do governo para indicar um novo juiz ao Tribunal têm sido alvo de críticas de democratas. Em 2016, o líder republicano no Senado, Mitch McConnell, impediu o então presidente Barack Obama de preencher uma vaga na corte sob o argumento de que aquele era um ano eleitoral e, portanto, seria mais prudente aguardar o pleito. Para Trump, contudo, a situação é diferente, porque, desta vez, a mesma legenda controla a Casa Branca e o Senado. "Os democratas fariam o mesmo se fosse com eles", disse.

O presidente comentou ainda a recuperação da economia após o choque causado pelo coronavírus. De acordo com ele, o país está superando a pandemia, "com ou sem vacina". Sobre o imunizador, Trump garantiu que uma fórmula deve ser aprovada "em questão de semana, talvez em outubro. "Estou fazendo um trabalho bem melhor que a Europa na resposta à covid-19", comparou.

O líder da Casa Branca também repetiu críticas recorrentes à China, que, para ele, é responsável pela disseminação mundial do novo coronavírus. Trump revelou que não conversa com o presidente chinês, Xi Jinping, desde o início do ano e voltou a dizer que o país asiático poderia ter contido a doença na origem Em relação ao TikTok, o presidente norte-americano afirmou que a venda das operações do aplicativo nos EUA para Oracle e Walmart não será aprovada caso as duas empresas não tenham total controle da plataforma.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas