Tubulação de esgoto estoura e interdita duas estações de trens do Subúrbio

salvador
25.04.2019, 07:10:00
Técnicos na Embasa trabalham para consertar tubulação na região de Coutos (Mauro Akin Nassor/CORREIO)

Tubulação de esgoto estoura e interdita duas estações de trens do Subúrbio

Serviço parou por 1h20 e foi normalizado meio-dia

A vida dos moradores do Subúrbio de Salvador está complicada nesta quinta-feira (25). Além do atraso da saída dos ônibus em função da paralisação dos rodoviários, o serviço de trens da região da Calçada até Paripe ficou de 6h até 7h20 sem operar e desde esse horário funciona com restrição. Cerca de 10 mil passageiros utilizam por mês o equipamento, que tem tarifa de R$ 0,50.

A Companhia de Transportes do Estado da Bahia (CTB), responsável pelo serviço, informou que duas estações - Coutos e Paripe - estão interditadas em função de uma tubulação da rede de esgoto que estourou no bairro de Coutos em frente ao Lar Fabiano de Cristo. O incidente provocou danos na linha férrea, informou a CTB.

Não havia previsão para o retorno completo do trajeto de 13,5 km entre a Calçada e Paripe, que compreende 10 estações, pois, segundo CTB, a Embasa precisa fazer a correção do vazamento para que os trens voltem a funcionar. O serviço, no entato, foi normalizado por volta de 12h.

"Devido a um grande vazamento em uma tubulação de esgoto, que provocou danos na linha férrea, o  sistema de trens do subúrbio opera de forma parcial nesta quinta-feira (25). Neste momento, o sistema opera entre as estações Calçada e Periperi, compreendendo 8 das 10 estações", informou a CTB, em nota.

A CTB afirmou que o sistema seria normalizado assim que os devidos reparos forem concluídos - e as estações Coutos e Paripe liberadas.

Em nota, a Embasa informou não haver prazo para finalizar o serviço. "A Embasa informa que técnicos da empresa já contiveram, na manhã de hoje, 25, o vazamento em equipamento da rede coletora de esgoto, na altura do bairro de Coutos, e estão dando apoio aos técnicos da Companhia de Transportes do Estado da Bahia (CTB) para recuperar os trilhos e restabelecer o funcionamento dos trens. Ainda não há previsão para concluir o serviço", afirmou a Embasa, em nota. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas