União Europeia e Reino Unido fecham acordo do Brexit

mundo
17.10.2019, 10:29:55
Atualizado: 17.10.2019, 10:32:18
(Foto: AFP)

União Europeia e Reino Unido fecham acordo do Brexit

Agora o Parlamento Britânico precisa finalizar a saída do país do bloco europeu

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, correu às redes sociais para informar que fechou um acordo com a União Europeia (UE) sobre o Brexit, como é chamada a saída do Reino Unido do bloco comum. "Temos um ótimo novo acordo que nos dá o controle de volta", postou no Twitter, acompanhado das hashtags #TakeBackControl, ou tomar de volta o controle, e #GetBrexitDone, vamos entregar o Brexit.

O premiê não perdeu tempo e jogou a responsabilidade agora para o Parlamento britânico, dizendo que os deputados precisam finalizar o Brexit no sábado (19), para quando está marcada uma sessão extra para discutir o assunto.

Segundo Johnson, passar a fase da aprovação do divórcio será importante para que sua administração possa focar "outras prioridades", como custo de vida, NHS (sistema público de saúde), crimes violentos e meio ambiente.

A apreciação no Parlamento, no entanto, não deve ser fácil, já que o premiê não conta mais com a maioria no Legislativo e um de seus principais aliados, o norte-irlandês Partido Unionista Democrático (DUP, na sigla em inglês), se negou a apoiar o acordo proposto pelo Reino Unido.

A sigla, da Irlanda do Norte, é fundamental para garantir a aprovação do texto no Parlamento britânico, onde deve ser analisado em sessão extraordinária no sábado.

"A votação de sábado no Parlamento será apenas o início de um longo processo do acordo de saída na Casa dos Comuns", afirmou o partido em comunicado.

Já o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, anunciou o acordo em seu Twitter "É um acordo justo e equilibrado para a UE e o Reino Unido e é um testamento de nosso compromisso em encontrar soluções", afirmou Juncker na rede social.

Juncker disse ainda recomendar que a Comissão aprove o acordo.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas