Unidade de Saúde da Família que homenageia menino Joel é inaugurada no Nordeste de Amaralina

salvador
13.07.2017, 21:13:00
Atualizado: 26.07.2017, 09:11:08

Unidade de Saúde da Família que homenageia menino Joel é inaugurada no Nordeste de Amaralina

Durante a inauguração da unidade de saúde, familiares do garoto morto em 2010 por uma bala perdida, estiveram presente no local

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A data ainda está marcada na vida da família do pequeno Joel da Conceição Castro. Era 22 de novembro de 2010 e o estudante, na época com 10 anos, se preparava para dormir, na casa da família, no Nordeste de Amaralina, quando foi atingido por uma bala perdida, durante uma operação da 40ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Nordeste). 

Quase sete anos depois, com o caso ainda tramitando na Justiça e sem ninguém atrás das grades, parentes do garoto participaram, na manhã desta quinta-feira (13), da inauguração de uma Unidade de Saúde da Família (USF) que homenageia o garoto. O equipamento de saúde leva o nome de "Menino Joel" e fica na Rua Professora Avany Argolo, final de linha do bairro do Nordeste de Amaralina. 

Pai de Joel e familiares
 (Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)

Em 2016, nove policiais militares da 40ª CIPM do bairro, acusados de serem envolvidos na morte de Joel, foram denunciados ao Ministério Público da Bahia (MP-BA) por homicídio e omissão de socorro. Em agosto do mesmo ano, o 2º Juízo da 2ª Vara do Tribunal do Júri julgou parcialmente procedente a denúncia em relação aos policiais Eraldo Menezes de Souza e Alexinaldo Santana Souza, que vão a julgamento no Tribunal Popular, e improcedente em relação aos outros sete denunciados. Eraldo, responsável pelo disparo, e Alexinaldo, que era comandante da guarnição, foram pronunciados pelo crime de homicídio.

Emocionado, o pai do estudante, o mestre de capoeira Joel Castro, 48 anos, conhecido na localidade como "Mestre Ninha", falou sobre a importância da unidade de saúde levar o nome do seu filho. Para ele, a homenagem ajuda a elucidar o caso. "Joel era um menino brincalhão que, apesar da pouca idade, já mostrava jeito pra capoeira e pro berimbau. Sempre chamou atenção da comunidade pelo seu jeito carismático. O processo ainda está correndo na Justiça e espero ver os acusados irem a Júri Popular", disse. 

A avó do garoto, a aposentada Maria Morena da Conceição, 69, também esteve presente na solenidade de entrega do USF, que contou  ainda com a presença do prefeito ACM Neto e do secretário municipal de Saúde (SMS), José Antônio Rodrigues Alves. "Por um lado fico feliz por essa homenagem; por outro, fico triste porque meu neto não está mais presente entre nós", pontuou a avó. 

Durante o discurso de entrega, o prefeito ACM Neto chamou a atenção para a violência da cidade, sobretudo de localidades mais pobres. "As vítimas da violência em Salvador, infelizmente, tem cara: é o jovem negro que mora nos bairros pobres. Com o coração cheio de emoção, falando de pai para pai, espero que toda a sociedade e, principalmente as autoridades, possam desenvolver um outro olhar para a questão da violência. O nosso futuro começa com a preservação das vidas dos nossos jovens", destacou Neto.

"O que mais simboliza essa homenagem não é a tragédia, mas sim a expectativa de esperança que a gente passa a ter. Joel chama atenção porque era um garoto que nasceu em um bairro pobre, com uma expectativa de vida pela frente, que, infelizmente, foi ceifada", completa o secretário.


Prefeito participou de inauguração
(Foto: Mauro Akin Nassor/CORREIO)

Unidade de Saúde
A Unidade de Saúde da Família (USF) Menino Joel teve o investimento total de R$ 1,3 milhão e conta com oito consultórios. O espaço tem a capacidade para acompanhar cerca de 12 mil famílias do Nordeste de Amaralina e bairros vizinhos e oferece serviços de consultas médicas, odontológicas e de enfermagem, como vacina, curativo, teste rápido para glicemia capilar, sífilis e HIV/Aids.

A estrutura também conta com coleta para exames laboratoriais, além de atender aos programas de hipertensão e diabetes, planejamento familiar e pré-natal, dentre outros da Atenção Básica. 

A estrutura do posto é 100% climatizada e adaptada para portadores de necessidades especiais. No total, 15 agentes comunitários ficaram responsáveis por vistar as famílias das localidades para marcar agendamentos e encaminhamentos para serviços especializados oferecidos em outros centros de saúde da cidade. 

A unidade de saúde funciona de segunda a sexta-feira, sempre das 8h ate às 17h. Essa é a 74 UFS inaugurada em Salvador durante a gestão do prefeito ACM Neto.



***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas