'Vai ser o segundo Dia do Fico', diz Moro a rádio sobre permanência no governo

brasil
27.01.2020, 13:35:33
Atualizado: 27.01.2020, 13:40:08
(Reprodução/Twitter)

'Vai ser o segundo Dia do Fico', diz Moro a rádio sobre permanência no governo

Ministro continua no primeiro escalão do governo Bolsonaro

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, disse que conversou com o presidente da República Jair Bolsonaro sobre a permanência no governo e que a questão foi pacificada na sexta-feira (24). Em entrevista nesta segunda-feira (27) à rádio Jovem Pan, no programa Pânico, Moro afirmou que continua no governo e brincou com a cobrança para permanecer no ministério: "vai ser o segundo Dia do Fico".

Para reforçar a afirmativa de que continua no primeiro escalão do governo Bolsonaro, Moro, que está cumprindo agenda em São Paulo, como a entrevista ao programa, disse que embarcará em breve para Brasília.

À Jovem Pan, o ministro ainda comentou a melhora nos números da segurança pública. "Os números (de homicídios e roubos a cargas) caíram, mas eram muito ruins", afirmou Moro. "As coisas estão melhorando, mas os números remanescentes são muito altos. Até ter uma percepção melhor, vai levar um pouco mais".

O programa Pânico, que nasceu no rádio e foi adaptado para a televisão na RedeTV! e depois na Band, volta a ser transmitido em formato mais televisivo por meio de plataformas digitais. A atração fará parte da Panflix, serviço de streaming da Jovem Pan, e estreia nesta segunda-feira (27), às 12h.

A plataforma on demand ainda não tem aplicativo e o site está em versão beta (de teste), mas o novo Pânico pode ser assistido no site da Jovem Pan, no canal no YouTube do programa ou ouvido pelo rádio.

Com bancada, semelhante a um jornal televisivo, e plateia, a atração gravada nos estúdios da Panflix, em São Paulo, contará com personagens que fazem imitações. O primeiro convidado será Sérgio Moro, ministro da Justiça e Segurança Pública.

Em um vídeo publicado no Instagram, o radialista e humorista Daniel Zukerman mostrou os bastidores no novo Pânico. Sempre polêmico com seus temas e a forma de abordar as pessoas, o Pânico nasceu no rádio em 1993 e foi um dos expoentes da televisão. Estreou na RedeTV! em 2003, onde permaneceu até 2011, e depois começou uma nova trajetória na Band, de onde saiu em 2017.

Nesta última emissora, o programa teria chegado ao fim devido à queda expressiva do faturamento, ao alto custo da produção e à baixa audiência. A atração chegou a ser cotada para ocupar as noites de sábado do SBT.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas