Vandalismo? Orixá do Dique do Tororó aparece sem o braço esquerdo

salvador
21.10.2019, 10:55:00
Atualizado: 21.10.2019, 16:05:02
(Foto: Eduardo Dias/CORREIO)

Vandalismo? Orixá do Dique do Tororó aparece sem o braço esquerdo

Estátua representa Oxumaré; moradores suspeitam de ataque

Uma das esculturas de orixás que ornamentam o Dique do Tororó, no bairro de Nazaré, apareceu sem um dos braços. O CORREIO esteve no local nesta segunda-feira (21) e constatou que a estátua que representa Oxumaré estava sem o membro esquerdo. De acordo com o terreiro Casa de Oxumaré, na Federação, eles tiveram conhecimento do caso há 20 dias. Moradores da região do Dique suspeitam de ato de vandalismo.

Segundo o babalorixá Pecê de Oxumaré, da Casa de Oxumaré, na Federação, o terreiro teve conhecimento do caso há 20 dias, através de uma filha da casa que costuma correr ao redor do Dique do Tororó. “Ela viu, tirou foto e ficou triste, perguntou se podíamos fazer algo. Ali além de ser uma obra de arte, é uma representação para a gente”, disse pai Pecê.

O terreiro informou que desde então vem buscando representantes públicos para entender quem é responsável pela área. Ainda conforme o babalorixá, eles pediram a filhos da casa que notificassem secretarias do estado e município sobre o caso para que a obra fosse reconstituída. A responsabilidade do Dique do Tororó é da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder). 

“A gente não sabe se foi vandalismo ou se foi ação do tempo. Mas temos visto muita intolerância acontecer, com os monumentos e também a nossa casa, que sofreu um ataque recente”, lembrou. No final do ano passado, a fachada do terreiro foi pichada.

Procurada, a Conder informou, em nota, que o ato teria acontecido na madrugada desta segunda-feira (21). O órgão disse que trabalha com forte suspeita de que atos de vandalismo tenham provocado danos à obra e ressaltou, ainda, que as providências visando a recuperação da escultura estão sendo estudadas.

De acordo com o mecânico Carlos Silva, que vive nas imediações do Dique, o braço da escultura desapareceu há cerca de 15 dias. Para ele, é possível que tenha sido ato de vandalismo por intolerância religiosa ou má fé. 

"Isso é coisa de vândalo. Talvez por não gostar da religião ou só por querer acabar com tudo mesmo. Eles tiram de propósito, para danificar o equipamento. Já tem uns 15 dias que está dessa forma e ninguém toma uma providência", disse Silva. 

No local, Oscar Batista, que é restaurador e soube do ocorrido, foi inspecionar, por conta própria, a condição das demais estátuas. Segundo ele, os equipamentos não recebem manutenção há um certo tempo. 

Oscar explica ainda que possivelmente a ideia de quem tenha vandalizado o equipamento não era vender, apenas destruir, já que o material, de fibra de vidro, não vale muito. "Não tem outra explicação, é vandalismo. Eles fazem isso para vender o material, mas por um preço mínimo. Um braço desses pesa no mínimo uns oito quilos e eles vendem por quase nada", explicou.

Com uma lagoa de 110 mil metros quadrados, o Dique do Tororó é o único manancial natural de Salvador, tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). As informações são do Mapa da Cultura, elaborado pelo Governo Federal. As doze esculturas que embelezam o manancial são de autoria do artista plástico Tatti Moreno.

Outras depredações

O monumento em homenagem à Mãe Stella de Oxóssi também foi alvo de depredação. A estátua teve a base pichada em setembro deste ano. A imagem fica próxima à avenida que leva o nome da líder religiosa, no acesso da Avenida Paralela ao bairro de Stella Maris. À época, a gestão municipal, informou que são gastos R$ 45 mil mensais com reparos de praças, academias de saúde, espaços de lazer e monumentos, alvos de vandalismo.

No mês passado, o monumento ao Dois de Julho, na praça do Campo Grande, foi entregue todo restaurado após uma série de atos de vandalismo. A escultura de 25 metros chegou a ter 300 Kg de bronze roubados. Após seis meses de um trabalho de 15 restauradores e um gasto de R$ 829 mil, em recursos municipais, o monumento foi reinaugurado.

*Sob supervisão da chefe de reportagem Perla Ribeiro


Relacionadas
Correio.play
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/lula-diz-que-e-um-homem-melhor-do-que-quando-entrou-na-cadeia/
Segundo a organização, 200 mil pessoas compareceram a ato em Recife
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/conheca-a-turma-de-criancas-em-salvador-que-aprendeu-a-nao-sentir-mais-medo/
Projeto em escola discute medo, coragem e grandes dramas da vida para crianças de até 12 anos
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/com-elenco-novo-the-crown-volta-para-mais-uma-boa-temporada/
Rainha Elisabeth, até então vivida por Claire Foy, agora é interpretada por Olivia Colman
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/manchas-de-oleo-voltam-a-aparecer-em-morro-de-sao-paulo/
Marinha retirou a substância no final da manhã
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/pedi-que-nao-atirassem-diz-pai-de-garoto-autista-morto-em-perseguicao-da-prf-em-piraja/
Garoto era autista e estava a caminho da escola; família acusa Polícia Rodoviária Federal
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/vitimas-de-acidente-de-aviao-na-bahia-tem-traumas-e-queimaduras-crianca-esta-entre-feridos/
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/tenho-visto-coisas-incriveis-diz-rincon-sapiencia-sobre-artistas-baianos/
Prestes a lançar disco, rapper paulista comemora parcerias com Attooxxa e Duquesa
Ler Mais
https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/adolescente-tambem-morreu-em-acao-que-teve-motorista-de-app-executado-em-piraja/
Vídeo mostra homem assassinando condutor antes de ser morto por agentes da PRF
Ler Mais