Vida Sustentável: conheça pessoas que adotaram um estilo de vida menos poluente

estúdio correio
21.06.2022, 06:00:00
Fernanda Gusmão e a filha de 12 anos já adotaram práticas, como consumo consciente, reuso e coleta seletiva  (Foto: Acervo Pessoal)

Vida Sustentável: conheça pessoas que adotaram um estilo de vida menos poluente

Em 2022, o Dia Mundial do Meio Ambiente tem como uma de suas metas sensibilizar as pessoas sobre a importância de um estilo de vida que colabore para a preservação dos recursos naturais

Ao trazer como tema da campanha 2022  “Uma só terra”, nas comemorações do Dia Mundial do Meio Ambiente, a Organização das Nações Unidas definiu como uma de suas metas sensibilizar as pessoas sobre a importância de adotarem um estilo de vida menos poluente e assim colaborar para a preservação dos recursos naturais. Alguns exemplos de pessoas que já abraçaram essa questão são simplesmente inspiradores e mostram que é possível cada um fazer sua parte para fortalecer as ações e iniciativas coletivas em busca de um planeta mais saudável. 

A arquiteta e designer baiana Fernanda Gusmão é uma dessas inspirações, ao lado da filha de apenas 12 anos. Juntas, elas estão despertando a cada dia para uma nova consciência de sustentabilidade, consumo consciente, reaproveitamento e coleta seletiva. “Aprendi na universidade a considerar os impactos socioambientais e a buscar alternativas sustentáveis para os meus projetos. A maternidade também contribuiu bastante nesse processo. Quando se tem filhos, passamos a pensar melhor no futuro, e isso inclui a preocupação com o meio ambiente. Educar é ser exemplo, se eu quero um mundo melhor para minha filha, eu automaticamente preciso melhorar como ser humano”, afirma ela. 

Mãe e filha já adotaram um estilo de vida sustentável que inclui: utilizar itens retornáveis ou com opção de refil; compram roupas e mobiliários em brechós ou em plataformas de desapego na internet.  Além disso, elas não despejam óleo na rede esgoto e  também separam o lixo reciclável: plástico, vidro, metal e papel para posteriormente encaminharem ao ecoponto.  E a lista é grande: Também separam pilhas, remédios e resíduos eletrônicos para descartá-los em pontos de coleta específicos localizados em farmácias  e shoppings centers. “Atualmente estamos nos preparando para fazermos também a compostagem do lixo orgânico”, salienta Fernanda.

Casa das Árvores

Outro exemplo inspirador de vida sustentável é do cantor Alex Góes, que ao lado do marido, o arquiteto Técio Alves, construiu em Salvador, uma casa totalmente integrada à natureza, batizada de Casa das Árvores. As implementações sustentáveis são tantas no imóvel que a prefeitura concedeu a eles o único selo de IPTU VERDE padrão ouro residencial na cidade, até aquele momento. 

“Produzimos 100% de nossa energia através do sol, captamos água da chuva para reutilização, não removemos nenhuma árvore de porte do terreno, temos laje verde, reutilizamos água da pia e do chuveiro uma segunda vez no vaso sanitário, temos poço artesiano e em breve uma horta e produção de gás para consumo através de compostagem” - Alex Góes, cantor. 

Alex salienta que seu interesse pelo meio ambiente é algo que existe desde menino. “Sempre tive um amor enorme pela natureza e quando surgiu a oportunidade de construir, não hesitei”. Para quem deseja ter uma vida mais sustentável e colaborar para a preservação do meio ambiente em seu dia a dia, o cantor deixa o recado: “O mesmo que diria para qualquer pessoa que quer se aprofundar em qualquer aspecto de sua vida: procurar informação, aprender, desmistificar antigos e falsos conceitos de que tudo é muito caro e muito inalcançável. Faça sua parte!”.


Ainda dá tempo de criar mais consciência ambiental 

“E você, como pode contribuir para construirmos um futuro sustentável?”. A pergunta é do engenheiro sanitarista e ambiental, Victor Vidal, líder da Toca Ambiental, empresa que desenvolve projetos e ações socioambientais na Bahia e Nordeste.  Ele faz um alerta: “As mudanças climáticas anunciam um futuro sombrio se mantivermos um estilo de vida de alto consumo e impactos cada vez maiores na natureza. Os limites planetários vem sendo ultrapassados, o que coloca em risco a manutenção do equilíbrio da vida na Terra”. 

A boa notícia, segundo o especialista, é que ainda é possível cada cidadão adotar ações mais conscientes para transformar o futuro. Por mais que os impactos ambientais tenham aumentado nos últimos anos, cada vez mais ações de preservação e restauração de florestas têm  acontecido, além de mudanças na fabricação de produtos e prestação de serviços cada vez mais sustentáveis. 

Além de práticas que podem ser adotadas em casa, as pessoas também devem se preocupar com o bairro e a cidade em que vivem. “A preocupação ambiental é um assunto global, mas é importante agirmos localmente. Moradores de diversos bairros soteropolitanos já se juntaram e começaram a criar hortas urbanas, utilizando de espaços que estavam desocupados”, destaca.

Além disso, empresas e organizações também têm ampliado sua atuação para transformar essa realidade, por meio da realização de projetos e ações socioambientais, em que envolvem as comunidades e buscam aliar sustentabilidade e desenvolvimento territorial.

Destacam-se empresas de saneamento, mineração e celulose presentes na Bahia, que tem empenhado recursos com inteligência para promover a sustentabilidade em nosso estado. Alguns destes resultados foram mostrados no I Fórum ESG Salvador, evento realizado pelo Jornal Correio e parceiros no mês de maio.

Dicas da arquiteta Fernanda Gusmão para um estilo de vida sustentável

    1. O primeiro passo é assumir o protagonismo e buscar ser um agente de mudança. Exige um pouco de organização e muita boa vontade. É preciso estabelecer estratégias: antes mesmo de iniciar o processo de separação do lixo,  já pesquise os pontos de coleta próximos a sua casa ou local de trabalho para facilitar a logística do descarte.
    2. Também organize um espaço em casa para colocar as lixeiras e composteira. 
    3. Tenha sempre por perto sacolas retornáveis grandes e robustas para carregar o que precisar.
    4. Pesquise na internet produtos amigos da natureza e eventualmente compre para experimentar (“foi assim que adotei as calcinhas absorventes por exemplo”). 
    5. Dica de ouro: divulgar todas essas pequenas ações nas redes sociais; seja referenciando um novo ponto de coleta de resíduos ou recomendando algum produto sustentável, pois não basta fazer, é preciso também encorajar mais pessoas a adotarem essas boas práticas.  Juntos podemos sim fazer a diferença! 


O projeto Mundo Sustentável é uma realização do Correio com patrocínio da Unipar e Acelen, apoio institucional da Prefeitura Municipal de Salvador, apoio da Braskem, Wilson Sons, AJL, Jotagê e Comdados. 


O Estúdio Correio produz conteúdo sob medida para marcas, em diferentes plataformas.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas