Vítima do coronavírus, presidente da Ebisa é cremado no Campo Santo

coronavírus
31.03.2020, 17:40:00
Atualizado: 31.03.2020, 22:32:05

Vítima do coronavírus, presidente da Ebisa é cremado no Campo Santo

Marcos José Ramos Souza tinha 64 anos e estava internado no Hospital Aliança

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

segunda vítima fatal do coronavírus na Bahia foi cremada nesta terça-feira (31), no Cemitério Campo Santo, na Federação. Marcos José Ramos Souza tinha 64 anos e estava internado na Unidade de Tarapia Intensiva (UTI) do Hospital Aliança desde o dia 17 de março.

Marcos José, que deixa esposa e duas filhas, era presidente da Engenharia Brasileira, Indústria e Saneamento S/A (Ebisa). Engenheiro civil, ele era hipertenso e diabético, fatores de risco para quem desenvolve a Covid-19. A cerimônia de despedida aconteceu às 15h, em um caixão lacrado, conforme orientação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Em seu site oficial, o Conselho Regional de Engenharia da Bahia (Crea) lamentou a morte precoce.

"O Conselho Regional de Engenharia da Bahia lamenta profundamente a morte do engenheiro civil Marcos José Ramos Souza, na última segunda-feira (30). Marcos Souza, de 64 anos, era presidente da Ebisa – Engenharia Brasileira, Indústria e Saneamento S.A. e se formou em Engenharia Civil na Escola Politécnica da Universidade Federal da Bahia, registrando-se no Conselho no ano de 1979. Neste momento de dor, nos solidarizamos aos familiares, amigos e colegas de trabalho, certos de que ele deixa um grande legado profissional e humano".

A BH Urbanismo e Alpha Parque Recôncavo também divulgaram uma nota de pesar, onde prestam condolências aos familiares. "Com profundo pesar, as famílias BH Urbanismo e Alpha Parque Recôncavo vêm a público lamentar o falecimento do grande amigo e sócio Marcos José Ramos Souza, engenheiro civil também sócio da Ebisa, respeitado e querido por todos à sua volta. Neste momento de dor e tristeza, unimo-nos à família enlutada com solidariedade e saudade, colocando-nos à disposição para o que se fizer necessário".

Outra morte
A primeira morte pela Covid-19 no estado também aconteceu em Salvador, no sábado (28), e foi confirmada no dia seguinte pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab). A vítima, Leonildo Sassi, tinha 74 anos e estava internado no Hospital da Bahia. O idoso também foi cremado no Cemitério do Campo Santo, com uma cerimônia diferente das habituais, respeitando o protocolo para que demais familiares não fossem contaminados.

O Hospital Aliança, onde a segunda vítima da doença morreu, tem ainda outros quatro pacientes internados em tratamento da Covid-19.

Nesta terça-feira, em boletim mais recente divulgado pela Sesab, foi informado que Salvador tem 132 casos de infectados pelo novo coronavírus. Em toda a Bahia, o número é de 217. Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 17 horas desta terça-feira (31). Ao todo, 17 pessoas estão curadas e 42 encontram-se internadas. Além disso, 1.393 casos foram descartados após exames.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas