Vitória bate o Lagarto e avança à terceira fase da Copa do Brasil

e.c. vitória
05.03.2020, 21:16:00
Atualizado: 05.03.2020, 23:51:24
Leo Ceará fez o segundo gol do Vitória, de pênalti (Arisson Marinho / CORREIO)

Vitória bate o Lagarto e avança à terceira fase da Copa do Brasil

Pela vaga o rubro-negro receberá mais R$ 1,5 milhão

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

O Vitória teve uma classificação tranquila para a terceira fase da Copa do Brasil. Nesta quinta-feira (5), venceu o Lagarto-SE por 3x1 no Barradão em jogo único pela segunda eliminatória da competição.

>> Veja todas as notícias do Vitória publicadas no CORREIO

RESUMÃO

Foi um jogo para o Leão matar ainda no primeiro tempo e só administrar. Abriu o placar cedo, perdeu outras chances, mas amplicou com Léo Ceará. Só que no final da etapa inicial sofreu um gol de Edilson. O sentimento de perigo aumentou no começo do segundo tempo, já que o Vitória voltou desligado. A tensão durou 20 minutos: a partir daí, o rubro-negro voltou a criar chances e garantiu a vaga com uma pintura de Vico de fora da área.

QUEM BROCOU?

Vico abriu o placar com quatro minutos de jogo, aproveitando vacilo da zaga do Lagarto após chute de Carleto. Léo Ceará sofreu pênalti e converteu aos 41 para ampliar. Ainda na etapa inicial, o Lagarto descontou aos 45 com Edilson aproveitando sobra após bola mal afastada pela defesa do Leão.

Na etapa final, Vico fechou o placar aos 31 minutos com uma pintura: dominou fora da área, ajeitou para o pé esquerdo e acertou um chute com curva no ângulo do goleiro. Indefensável.

O DESTAQUE

Não foi só pelos dois gols. Vico foi o destaque rubro-negro em campo porque teve uma atuação incansável: principal válvula de ataque do Vitória pelo lado direito do campo numa noite infeliz de Bocão, que errou repetidamente. De tanto esforço, foi substituído na etapa final.

PRIMEIRO TEMPO

O Vitória abriu o placar aos quatro minutos, com Vico, aproveitando vacilo da zaga. Com isso, teve tudo para abrir uma vantagem confortável no placar. Aos 22, Alisson Farias arriscou de fora da área e a bola foi na trave. No minuto seguinte, Léo Ceará foi lançado na área e finalizou de cobertura, mas Breno afastou. Aos 41, Léo Ceará foi derrubado por Yan e o árbitro deu pênalti. O camisa 9 converteu. E aos 45, Sapé cobrou falta, Ronaldo espalmou, a bola bateu em Rodrigo Andrade na pequena área e sobrou para Edilson descontar.

SEGUNDO TEMPO

O Leão voltou desligado do intervalo e o Lagarto, com mais posse de bola, chegou a ocupar o ataque. O Vitória só voltou a dominar a partir dos 20 minutos. E teve mais chances: aos 22, Alisson Farias recebeu na área e chutou para fora. Aos 23, Vico ficou cara a cara com o goleiro mas chutou em cima de Welligton. E aos 24, Carleto cobrou falta e o goleiro pegou. Aos 31, Vico fez um golaço: dominou a bola na entrada da área e chutou no ângulo de esquerda.

COMO FICA?

Na terceira fase da Copa do Brasil o Vitória enfrentará o Ceará, desta vez em jogos de ida e volta. A primeira partida será no Castelão, na quarta-feira (11), às 19h15. O duelo de volta será no Barradão, no dia 18 ou 19 de março.

COFRE CHEIO

A vaga na terceira fase da Copa do Brasil renderá ao Leão mais R$ 1,5 milhão. Pela participação nas duas fases anteriores, o rubro-negro já tinha recebido R$ 1,19 milhão da CBF.

PRÓXIMOS JOGOS

O time principal do Vitória volta a campo no domingo (8) para enfrentar o ABC pela sexta rodada da Copa do Nordeste. O duelo será às 18h na Arena das Dunas. No sábado seguinte (14) recebe o River-PI pela sétima rodada do regional.

FICHA TÉCNICA

Vitória 3x1 Lagarto-SE - 2ª fase da Copa do Brasil 2020

Vitória: Ronaldo; Jonathan Bocão (Matheus Tenório), João Victor, Maurício Ramos e Thiago Carleto; Jean (Romisson), Gerson Magrão e Rodrigo Andrade; Vico (Van), Léo Ceará e Alisson Farias. Técnico: Geninho.

Lagarto-SE: Welligton; Vitinho, Yan, Breno e Hugo; Lucas, Jardson Sapé e Rafinha Silva (Elisson, Anderson); Edilson, Soares (Neto) e Ila. Técnico: Ranielle Ribeiro.

Gols: Vico, aos quatro, Léo Ceará, aos 41, e Edilson aos 45 minutos do 1º tempo;

Local: Barradão, em Salvador (BA).
Cartão amarelo: Jean (Vitória);  Sapé, Breno e Hugo (Lagarto-SE)
Arbitragem: Leonardo Ferreira Lima, auxiliado por Sidmar dos Santos Meurer e Heitor Alex Eurich (trio do PR).

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas