Vitória já tem pior desempenho no primeiro turno em Série B

e.c. vitória
17.08.2021, 05:00:00
Pedrinho (esquerda) disputa bola durante treino na Toca do Leão (Pietro Carpi/ECV)

Vitória já tem pior desempenho no primeiro turno em Série B

Mesmo que vença o Vila Nova, rubro-negro não alcançará pontuação de edições anteriores

A Série B do Campeonato Brasileiro chegará à metade na próxima rodada, que será disputada de hoje a quinta, e os números mostram que a situação do Vitória é delicadíssima mesmo ainda faltando mais do que um turno inteiro para o torneio acabar. Não apenas as estatísticas atuais, mas também as de edições anteriores indicam que o rubro-negro vai ter que cortar um dobrado a partir de agora.

O primeiro turno nesta temporada já é o de pior desempenho se comparado às outras seis edições da Série B disputadas pelo Leão neste mesmo formato. Com 15 pontos, o Vitória é o 18º colocado e, mesmo que vença o Vila Nova amanhã, às 19h, só conseguirá alcançar, na melhor das hipóteses, a 16ª posição.

Isso porque o adversário goiano, atual 15º colocado, já soma os 18 pontos possíveis de serem atingidos pelo rubro-negro e tem quatro vitórias, duas a mais que o time baiano. O jogo entre Vitória e Vila Nova será no estádio OBA, em Goiânia.

Até a disputa deste ano, o pior desempenho do Leão num primeiro turno de Série B havia sido em 2019, quando iniciou o returno em 16º lugar, com 20 pontos - 35,1% de aproveitamento. Na ocasião, o time lutou contra o rebaixamento até a penúltima rodada e terminou o campeonato na 12ª colocação, com 45 pontos.

Em 2020, ano em que o Vitória também brigou para não cair até a penúltima rodada, a equipe tinha somado 21 pontos no final do primeiro turno. Era a 15ª colocada, com 36,8% de aproveitamento.

A melhor virada de turno foi comemorada em 2012, quando o Leão ostentava o 1º lugar e tinha tranquilos 44 pontos, resultado 14 vitórias, 2 empates e 3 derrotas, um aproveitamento de 77,2%. Até hoje, este é o recorde de melhor primeiro turno em toda a história da Série B no formato de pontos corridos (adotado em 2006). Não à toa, o clube festejou o acesso no final daquele ano - na 4ª colocação, com 71 pontos.

Realidade contrastante com a atual. Agora são apenas dois triunfos. A marca do time é o empate, resultado final de metade das 18 partidas. Há ainda sete derrotas. Contratado na semana passada, Wagner Lopes já é o terceiro técnico rubro-negro na competição e, em sua segunda partida, terá o desfalque do volante uruguaio Pablo Siles, expulso no empate de 1x1 contra o CRB, na estreia do treinador. Gabriel Bispo e João Pedro despontam como principais opções. 

Histórico de desempenho do Vitória no 1º turno da Série B:

2007
4º lugar, 30 pontos, 52,6% de aproveitamento
Subiu em 4º lugar, com 59 pontos

2011
9º lugar, 27 pontos, 47,4% de aproveitamento
Não subiu. Terminou em 5º lugar, com 60 pontos

2012
1º lugar, 44 pontos, 77,2% de aproveitamento
Subiu em 4º lugar, com 71 pontos

2015
1º lugar, com 37 pontos, 64,9% de aproveitamento
Subiu em 3º lugar, com 66 pontos

2019
16º lugar, com 20 pontos, 35,1% de aproveitamento
Não subiu. Terminou em 12º, com 45 pontos

2020
15º lugar, com 21 pontos, 36,8% de aproveitamento
Não subiu. Terminou em 14º lugar, com 48 pontos

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas