Vitória mantém começo de ano invicto após resultado em Imperatriz

e.c. vitória
11.02.2020, 23:48:16
Atualizado: 12.02.2020, 17:03:59
Guilherme Rend e Gerson Magrão foram titulares no empate em Imperatriz (Johann Bastos / Futura Press)

Vitória mantém começo de ano invicto após resultado em Imperatriz

Leão se desfez de fantasma da queda na 1ª fase da Copa do Brasil em 2019

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Mesmo enfrentando dificuldades dentro e fora de campo, o Vitória começou 2020 invicto. Na noite desta terça-feira (11), o rubro-negro passou pelo seu quarto desafio no início de temporada. Empatou em 0x0 com a Imperatriz, no Maranhão, e avançou à segunda fase da Copa do Brasil.

A classificação era a principal missão da equipe para afastar o mau início do ano passado. Em 2019, o rubro-negro caiu na primeira fase da competição nacional diante do também maranhense Moto Club, ao perder em São Luís por 2x0 no dia 13 de fevereiro.

O time principal do Leão teve uma agenda difícil neste começo do ano. Enfrentou três equipes da Série A em sequência - Fortaleza, Sport e Bahia - pela Copa do Nordeste e depois o duelo eliminatório em jogo único pela Copa do Brasil.

Empatou com Fortaleza e Sport - 0x0 e 1x1, respectivamente -, venceu o Bahia por 2x0 e tornou a empatar com o time maranhense. Mesmo se forem considerados os resultados dos times de aspirantes, comandado por Agnaldo Liz, o Leão segue invicto: duas vitórias e dois empates.

O avanço na Copa do Brasil ajudará o clube fora de campo. Imerso em problemas financeiros, o Vitória arrecadará mais R$ 650 mil pela disputa da segunda fase, quantia que pode ser útil para pagar os salários de dezembro e janeiro, que, à exceção do elenco principal, estão atrasados no clube.

Em campo, o rubro-negro começou a temporada com uma série de lesões. O goleiro Martín Rodríguez rompeu o ligamento cruzado anterior do joelho direito e passou por cirurgia. O atacante Jordy Caicedo, com uma pubalgia, também teve de passar por uma operação.

Além deles, o zagueiro Gabriel Furtado, um dos reforços para a temporada, ainda não pôde jogar por lesão. Mesma situação do atacante Felipe Garcia, que renovou contrato em dezembro. O atacante Ruan Levine sofreu uma lesão muscular contra o Sport e aumentou a lista de problemas.

A equipe principal do Vitória volta a campo no domingo (16), às 18h, contra o Freipaulistano, pela Copa do Nordeste. Antes, no sábado (15), às 16h30, o time de aspirantes enfrenta o Atlético de Alagoinhas pelo Baiano. As duas partidas acontecerão no Barradão.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas