Vitória planeja remodelar a Toca do Leão

bate-pronto
23.12.2019, 05:00:00

Vitória planeja remodelar a Toca do Leão

Por Editoria de Esporte

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

A diretoria do Vitória apresentou um projeto de remodelagem da Toca do Leão ao Conselho Deliberativo, na última reunião do colegiado, dia 16 de dezembro. A novidade tem dois conceitos como ponto de partida: dar uso ao complexo esportivo como clube social e gerar receita para o clube. Entre as novidades estão a construção de sete campos de grama sintética, que serão alugados para babas e utilizados também pelos sócios do rubro-negro, e a criação de uma academia de futebol, na qual o Vitória traça como objetivo “voltar a fazer do clube uma verdadeira fábrica de talentos”.

Na academia, o Leão recrutará crianças e adolescentes de 4 a 17 anos, que receberão treinamento na mesma metodologia aplicada nas divisões de base rubro-negras. Além disso, o projeto prevê um bar temático que funcionará durante toda a semana - alheio à realização de jogos ou não no Barradão -, salão de festas, espaço kids, loja boutique e reforma do portão de entrada do CT.

As obras de terraplanagem dos campos já começaram graças a doações de conselheiros e o Vitória espera arrecadar mais fundos para tirar o projeto do papel. Se tudo der certo, a previsão é que a obra esteja pronta em abril.

Parceria com o Jacuipense
Outra novidade é uma parceria entre o Vitória e o Jacuipense na qual o rubro-negro cedeu um terreno anexo ao Barradão, onde o time do interior construirá um centro de treinamentos, e em troca o Leão ficará com percentual dos direitos econômicos de jogadores formados na base do parceiro. O Jacuipense é administrado pela diretoria da Salvador Produções, cuja trinca formada pelos empresários Gegê Magalhães (presidente do clube), Marcelo Brito e Wilson Kraychete implantou no Jacupa um forte trabalho de revelação de atletas. Este ano, foi campeão baiano sub-17 vencendo o Vitória na final. E o time profissional vai jogar a Série C em 2020.

Cobrança para conselheiros
Também na última reunião, o Conselho Deliberativo do Vitória aprovou o pagamento compulsório de mensalidade por parte dos conselheiros do rubro-negro. A alegação a favor da pauta é de que o momento financeiro ruim do clube requer uma cota de sacrifício. O valor mensal será de R$ 50 ou R$ 100, a depender da condição financeira de cada pessoa. Atualmente, o Vitória possui 150 conselheiros.

Ex-Vitória negocia com o Bahia
A atacante Verena, artilheira do Vitória no Brasileirão feminino deste ano com oito gols em 12 partidas, está em negociação para reforçar o Bahia em 2020. A jogadora de 24 anos deixou o rubro-negro em agosto, quando se transferiu para o Valadares Gaia, de Portugal. O time está em oitavo lugar no Campeonato Português, mas a baiana continua com faro apurado: fez cinco gols em seis jogos disputados.

Brasileirão terá recorde de times com marca própria
O Ceará é mais um time a aderir ao uso da marca própria de uniformes. O alvinegro cearense, que vestiu Topper neste ano, lançou a Vozão. Com isso, o Campeonato Brasileiro de 2020 terá seis times nesse modelo, o que corresponde a 30% dos 20 participantes da Série A. Os outros são Bahia, Fortaleza, Goiás e os recém-promovidos Coritiba e Atlético Goianiense. Nenhum fornecedor tradicional do mercado vestirá tantas equipes da primeira divisão. A Umbro, que viu seus clientes Cruzeiro, Avaí e Chapecoense serem rebaixados, é a que chega mais perto, com cinco times sob contrato: Grêmio, Santos, Athletico-PR, Fluminense e Sport.

Capacidade da Fonte Nova
Construída em 2013, a Arena Fonte Nova nunca teve sua capacidade revelada com precisão pelo consórcio que gere o equipamento. A CBF, no entanto, tornou a informação pública: 47.911. O número consta no documento que a confederação enviou à Fifa com a candidatura do Brasil para sediar a Copa do Mundo feminina de 2023. São 44.482 lugares do que chama de capacidade líquida e 3.429 entre camarotes, áreas vip, tribuna de imprensa e bloqueios.

Time baiano na Liga de Basquete Feminino
A reunião da Liga de Basquete Feminino (LBF) contou com uma equipe baiana entre as 16 presentes, a Liga Nordeste de Basquete (LNB). Isso significa que a LNB demonstrou interesse em disputar o nacional em 2020. A confirmação das equipes sairá em fevereiro. O time baiano é comandado por Ives Costa.


***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas