Wanderson e Ernando disputam posição na defesa do Bahia

e.c. bahia
13.11.2019, 05:00:00
Ernando e Wanderson disputam um lugar no time do Bahia que encara o Palmeiras, neste domingo (17), na Fonte Nova (Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia)

Wanderson e Ernando disputam posição na defesa do Bahia

Tricolor não contará com Juninho no duelo contra o Palmeiras, na Fonte Nova

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Cinco treinamentos. Esse é o tempo que os zagueiros Ernando e Wanderson vão ter para convencer o técnico Roger Machado e cravar uma vaga entre os titulares do Bahia que enfrentam o Palmeiras, domingo (17), às 16h, na Fonte Nova, pelo Brasileirão.

Com a ausência de Juninho, que não pode entrar em campo por força contratual, já que está no tricolor emprestado pelo Palmeiras, a disputa na zaga está aberta.

Com menos tempo de casa, Wanderson aparece como a opção mais provável. Por muito tempo ele ficou reserva imediato no banco tricolor, mas, como Lucas Fonseca e Juninho não abriram chance para a concorrência, entrou em campo apenas uma vez com a camisa do Bahia.
 
A única partida de Wanderson foi justamente no duelo contra o Palmeiras no primeiro turno, dia 11 de agosto, quando Juninho também não pôde atuar. Na ocasião, o Esquadrão arrancou o empate em 2x2 no Allianz Parque. Gilberto marcou os dois gols.

Já a situação de Ernando é bem diferente. Ele começou a temporada entre os titulares, sofreu uma hérnia de disco e precisou passar por uma cirurgia na coluna. O zagueiro não sabe o que é jogar uma partida oficial desde o dia 8 de junho, quando o Bahia empatou com o Ceará por 0x0, no Castelão, pela oitava rodada.

Apesar do longo tempo sem entrar em campo, ele garante que está pronto para voltar a atuar depois de cinco meses. “Sei que tem Wanderson, Xandão, Ignácio, que estão treinando há mais tempo que eu, mas me coloco à disposição caso Roger queira optar pela minha escalação no jogo. Ainda não tem nada definido, temos uma semana para trabalhar. É ter cabeça boa para que a gente possa fazer uma semana de produtividade e conseguir o triunfo no domingo”, afirmou o defensor tricolor. 

Além de Juninho, o Bahia não contará com o meia Guerra e o atacante Artur. Os dois também estão no clube emprestados pelo Palmeiras e estão fora da partida pelo mesmo motivo.

Nesta quarta-feira (13), o elenco do Bahia volta aos treinos, no Fazendão, e continua a preparação para encarar o Palmeiras. 

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas