Yasmin diz que Medina foi 'roubado' e lidera revolta contra COB e Confederação de Surf

em alta
27.07.2021, 02:01:26
Atualizado: 27.07.2021, 02:25:03
(Reprodução e COB)

Yasmin diz que Medina foi 'roubado' e lidera revolta contra COB e Confederação de Surf

Favorito para chegar a final, brasileiro foi derrotado por surfista japonês após notas polêmicas e disputa o bronze

Após a derrota do brasileiro Gabriel Medina nas semifinais do surf nas águas da praia de Tsurigasaki, a esposa do atleta se juntou aos brasileiros revoltados na internet para protestar contra as notas recebidas por Medina.
 
O japonês Kanoa Igarashi venceu a bateria que definiu um dos finalistas olímpicos, após uma manobra que rendeu nota 9.33 - a segunda maior da Olimpíada até o momento. Já Medina teve num 8.44 o seu ponto alto na bateria. 
 
Indignada com as notas do marido, Yasmin partiu para o ataque e decidiu liderar a revolta contra as entidades brasileiras, que segundo ela, deveriam questionar as notas recebidas por Medina.

Leia mais: Medina é eliminado na semifinal e internet se revolta contra arbitragem no Japão

Leia também: "Eu vou com tudo", garante Ítalo Ferreira antes da final no surfe

A modelo, que travou uma luta com o COB para tentar integrar o staff de Medina, pediu que o público que a acompanha fosse nas redes sociais do Comitê Olímpico Brasileiro, da Confederação Brasileira de Surf e do Time Brasil para questionar a falta de apoio ao surfista.


"O COB, a CB Surf, essa galera está lá para representar os brasileiros, está lá para defender eles. Todo mundo viu que o Gabriel foi absurdamente roubado. Eles fizeram alguma coisa? Vai fazer alguma coisa? Não vão fazer nada. Então queria pedir para vocês irem lá no Instagram do COB, da CB Surf, esses negócios. Pergunta lá porque eles vão deixar um atleta deles ser completamente roubado. Por que?  É assim que eles defendem os atletas? É assim? Eu acho que agora vocês vão começar a entender o que que eu estava falando desde o início. Então, se vocês puderem vai no Instagram deles só para questionar porque que não representam os atletas que levam para Olímpiadas", disse Yasmin.

Nas redes sociais, surfistas brasileiros também se mostraram indignados com o resultado. Matheus Navarro escreveu: "O mundo acaba de ver uma das maiores injustiças da história do nosso esporte". Os também surfistas Lucas Chumbo e Samuel Pupo concordaram. Chumbo postou a imagem de um garfo para dizer que Medina teria sido "garfado", enquanto Pupo escreveu: Surreal.

Sem Medina, mas com Brasil na final.Ítalo Ferreira fará contra o japonês Kanoa Igarashi uma final que pode lavar a alma de todo um país magoado com a eliminação do grande favorito e em meio à revolta nas redes sociais.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas