Zona Azul retoma cobrança com novas regras e opções de pagamento

salvador
27.07.2020, 13:05:00
Atualizado: 27.07.2020, 16:23:38
(Arisson Marinho/CORREIO)

Zona Azul retoma cobrança com novas regras e opções de pagamento

Há proibição de estacionamento em algumas áreas da cidade

Em momentos como o que vivemos, o jornalismo sério ganha ainda mais relevância. Precisamos um do outro para atravessar essa tempestade. Se puder, apoie nosso trabalho e assine o Jornal Correio por apenas R$ 5,94/mês.

Quem está acostumado a pegar o carro e rodar pela cidade precisa saber: a cobrança pelo estacionamento em vagas Zona Azul em Salvador foi retomada nesta segunda-feira (27). O pagamento estava suspenso desde março, como medida adotada no enfrentamento ao novo coronavírus.

O retorno da atividade chega com mudanças. Agora, quem precisa utilizar as vagas poderá abordar um dos operadores e solicitar que o pagamento seja feito utilizando cartões de débito e crédito, além do dinheiro físico. O condutor poderá ainda utilizar os apps para adquirir créditos.

A facilidade gerou contentamento na autônoma Mariângela Bastos, 36 anos, que costuma utilizar as vagas durante a semana. "Ainda não utilizei, mas acho muito melhor ter a opção de pagar com cartão, porque hoje em dia ninguém anda com dinheiro. Já tive que parar super longe só por não ter dinheiro vivo em mão pra pagar ao moço da Zona Azul. Eu só uso débito, até por medo de assaltante", disse.

A novidade, apesar de só ter passado a vigorar na vida de alguns usuários da Zona Azul hoje, já estava na rotina de alguns soteropolitanos, como o psicólogo Gabriel Dias, 28. "Eu sempre frequento um restaurante aqui no Rio Vermelho e já contava com esse serviço de pagar no débito. Também precisei ir a umas consultas no Hospital Português e usei o aplicativo para pagar", relata.

Guardador de carros na região dos Barris, Eneias Santos comemora o retorno da Zona Azul e brinca que agora vai poder 'azular' suas dívidas. Enquanto a cobrança estava suspensa, o guardador fez um bico como empacotador em um mercadinho no próprio bairro onde trabalha e contou com os auxílio-emergencial para se manter.

"A solidariedade foi importante. Conheço todo o mundo aqui na rua e quem podia me ajudar, ajudou e muito. Mas graças a Deus estou de volta ao meu trabalho que gosto muito", conta

Neste primeiro momento de retomada os condutores precisam ficar atentos a algumas regras. Não será permitido deixar os veículos nos estacionamentos fechados administrados pela Transalvador que ficam na Barroquinha e o São Raimundo, no Politeama. Esses locais estão funcionando como pontos de apoio para as ações de combate ao novo coronavírus. Já os estacionamentos fechados localizados na Barra, Boulevard 161, Mercado do Peixe e no Campo Grande estarão abertos ao público.

De acordo com o superintendente da Transalvador, Fabrizzio Muller, a opção de pagar com cartões já estava em vigor antes da pandemia em alguns pontos da cidade, como Rio Vermelho, Barra e Comércio. Agora, a medida vale para toda a cidade.

"Foi feita uma implantação gradativa, porque as maquininhas adquiridas para esse procedimento precisavam de uma certificação. Com a pandemia nós conseguimos regulamentar todas elas, em todas as áreas, e lançamos essa opção de pagamento. Não há restrição de bandeira, são aceitos todos os cartões de crédito e débito", disse.

Muller destaca ainda que essa era uma demanda antiga da própria Transalvador, para facilitar a vida dos operadores e clientes. "Era um plano antigo nosso para facilitar a vida das pessoas em relação a andar com dinheiro, ter troco. A operação fica mais fácil agora, porque há mais opções de pagamento", completa.

Atualmente, Salvador conta com 15.427 vagas de Zona Azul. O sistema funciona em esquemas de curta duração (2h) e multi-hora (2h, 6h e 12h). Para saber o período de permanência, basta verificar a sinalização no local.

***

Em tempos de coronavírus e desinformação, o CORREIO continua produzindo diariamente informação responsável e apurada pela nossa redação que escreve, edita e entrega notícias nas quais você pode confiar. Assim como o de tantos outros profissionais ligados a atividades essenciais, nosso trabalho tem sido maior do que nunca. Colabore para que nossa equipe de jornalistas seja mantida para entregar a você e todos os baianos conteúdo profissional. Assine o jornal.


Relacionadas