Pela terceira vez na temporada, Vitória reencontra Botafogo dentro do Barradão para se manter fora do Z-4

Com transmissão na TV aberta, confronto contra os cariocas acontece nesta quinta-feira (11), a partir das 21h30

  • Foto do(a) author(a) Alan Pinheiro
  • Alan Pinheiro

Publicado em 11 de julho de 2024 às 05:00

Léo Naldi deve começar a partida contra o Botafogo entre os titulares
Léo Naldi deve começar a partida contra o Botafogo entre os titulares Crédito: Victor Ferreira/EC Vitória

A jornada do Vitória no Campeonato Brasileiro passa pela 16ª etapa nesta quinta-feira (11), quando o rubro-negro recebe o Botafogo, no Barradão, para continuar afastado da zona de rebaixamento. O confronto servirá como uma ‘revanche’ para o time comandado por Thiago Carpini, que já enfrentou o rival alvinegro duas vezes na temporada, sendo eliminado da Copa do Brasil.

Após a vitória sobre o Criciúma, o Leão começou a rodada com três pontos de vantagem para o Corinthians, primeiro clube dentro da área da degola. Agora, com o objetivo de permanecer fora do Z4, o confronto da vez é a oportunidade para respirar ainda mais na competição.

No entanto, a missão não será fácil. O Botafogo é o vice-líder da Série A, com 30 pontos conquistados. Ao lado do Bahia, a equipe tem o segundo melhor ataque do torneio, com 26 gols marcados - estão atrás apenas do Flamengo, com 27. Para o duelo, são desfalques o zagueiro Bastos e o atacante Tiquinho Soares, suspensos.

Já o Vitória possui a segunda pior defesa do Brasileirão, com 24 gols sofridos. Somente o Vasco - com 26 - foi mais vazado que a equipe baiana. Ao longo da competição, o Leão só conseguiu sair ileso em duas oportunidades, ambas fora de casa.

Para contornar o cenário, Carpini deve fazer mudanças na escalação. Recuperado de lesão, o zagueiro Bruno Uvini deve recuperar a titularidade. A alteração interfere diretamente na lateral direita, que deve voltar a contar com Willean Lepo. O jogador vinha sendo improvisado na zaga ao lado de Wagner Leonardo.

Além da linha defensiva, a única dúvida se mantém no ataque. Mesmo com Carpini afirmando enxergar Janderson como centroavante, o jogador deve continuar como atacante de beirada.

Após a partida contra o Criciúma, o técnico falou sobre o reencontro com a equipe carioca. “Será uma outra energia, um outro momento. Eu tinha só três ou quatro dias de clube [na 3ª fase da Copa do Brasil], conhecendo e me adaptando ao Vitória. (...) Eu vejo que temos tudo para fazer um jogo melhor, além de ter um dia a mais de descanso. O fato negativo é que não temos todos os atletas que gostaríamos à disposição, mas vamos nos ajustando. Isso não é justificativa, vamos trabalhar para procurar soluções e não potencializar problemas”, disse.

Entre os desfalques citados, Camutanga não atua mais na temporada, após cirurgia no joelho direito, enquanto Rodrigo Andrade, Iury Castilho e Osvaldo continuam na transição. Já Caio Vinícius segue em tratamento de lesão muscular na posterior da coxa. Por outro lado, o volante Dudu retorna após cumprir suspensão na rodada passada, mas deve começar no banco de reservas.

Campanhas

O Botafogo é o atual terceiro melhor visitante desta Série A, com 14 pontos conquistados em 24 possíveis - um aproveitamento de 58%. São quatro vitórias, dois empates e duas derrotas em oito jogos.

Já o Leão não faz uma de suas melhores exibições à frente de sua torcida. Dentro de casa, o rubro-negro somou apenas 8 pontos de 24 disputados, um rendimento de 41%. O desempenho coloca o clube como apenas o 12º melhor mandante do torneio.

Levando em consideração o histórico dos times no Campeonato Brasileiro desde 1972, a vantagem está do lado do anfitrião, que venceu mais jogos do que perdeu para o rival. Em 28 temporadas na primeira divisão, o Vitória ganhou 15 partidas, perdeu 11 e empatou outras 12.

O rendimento dentro do Barradão, palco do embate da vez, é ainda maior. São 11 resultados positivos do Leão, quatro empates e seis derrotas. Apesar do menor número de jogos, o desempenho corresponde a 58% dos pontos disputados. Já no cenário anterior - considerando todos os jogos - o clube baiano soma 50% de aproveitamento.