TENTAVA FUGIR DE AMEAÇA

Homem que caiu de hotel em Pernambués teria sido vítima de sequestro

Suspeita se identificou como esposa de um agiota, que estaria cobrando cerca de R$ 2 mil

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 21 de maio de 2024 às 21:30

Caso é investigado pela 11ª Delegacia Territorial
Caso é investigado pela 11ª Delegacia Territorial Crédito: Reprodução/TV Bahia

O homem que caiu do quinto andar de um hotel, no bairro de Pernambués em Salvador, teria sido vítima de um sequestro na noite do último sábado (18). Cerqueira Santos, de 29 anos, sofreu múltiplas deformações no rosto devido à queda. Ele está internado em estado grave no Hospital Geral do Estado (HGE), onde passou por cirurgia.

Segundo informações da TV Bahia, dois suspeitos estariam tentando extorquir Josevan quando ele caiu do edifício. Funcionários do hotel acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que levou a vítima ao HGE, onde passou por uma cirurgia na perna e está internado em coma induzido. Não há informações se ele foi empurrado ou caiu da janela.

Em entrevista à TV Bahia, o chefe da vítima, que não quis se identificar, contou que Josevan entrou em contato para pedir uma transferência por pix, de R$ 2 mil. Ele disse que estava em uma situação complicada e que depois explicaria o motivo do pedido. Após fazer a transferência, o chefe recebeu uma segunda ligação do número do funcionário, mas uma mulher, que se identificou como esposa de um agiota, pedia uma nova transferência, no valor de R$ 1 mil, pois a primeira transferência teria sido feita, de forma errada, para outra pessoa.

“Essa mulher dizia que ele havia pegado dinheiro com o marido dela e que por estar nervoso, fez a transferência para outra pessoa. Ela exigiu mais mil reais e disse para fazer diretamente na conta dela. Eu pedi para falar com ele, mas ela não deixou”, disse.

O chefe conta que ouviu a mulher pedindo para uma terceira pessoa segurar Josevan, para evitar a fuga da vítima. O patrão pediu para falar com o funcionário com a intenção de acalmá-lo, mas solicitação foi negada pela suspeita. Depois, ele a ouviu dizer que o jovem teria se jogado da janela para fugir.

Segundo a Polícia Civil, a 11ª Delegacia Territorial (Tancredo Neves) está apurando as circunstâncias do caso. "Imagens de câmeras de segurança e laudos do DPT vão colaborar com as investigações do fato. Oitivas de testemunhas são realizadas", diz a nota da polícia.