Ministério Público emite parecer indicando guarda para a família paterna da filha de Sara Mariano

Advogados aguardam a decisão final da guarda da filha de Sara Mariano

Publicado em 6 de dezembro de 2023 às 18:52

Audiência acontece no Fórum das Famílias
A última audiência aconteceu no Fórum das Famílias no dia 29 de novembro Crédito: Marina SIlva/CORREIO

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) fez um parecer indicando a permanência da filha de Sara Mariano com a família paterna, a informação foi confirmada durante conversa com a defesa da família materna. Quando questionada sobre o parecer do MP-BA, a advogada Sarah Barros disse que não poderia comentar sobre ele, pois o processo acontece em sigilo absoluto, no entanto, ela informou que a defesa confia que o juiz "não siga a opinião do Ministério Público".

Os advogados de ambas as famílias aguardam a decisão final do Juiz Maurício Brasil que pode ser feita a qualquer momento.

Uma nova marcação de audiência não será feita e a criança também não será ouvida novamente. Quando questionado sobre o parecer, o MP-BA afirmou que o processo corre em sigilo e isso impede o fornecimento de informações.

Em vídeo a avó materna, Dolores Correia, faz um apelo ao juiz. Ela pede pela guarda da neta e indica que ela esteja “parecendo uma mendiga” ao lado da família paterna que sempre está arrumada.

“Eu quero pedir encarecidamente ao juiz que toda a justiça verdadeira da Terra veja meu lado sofredor, porque eu já perdi minha filha e estou prestes a perder minha neta para os assassinos da minha filha. Eu não quero que você esteja passando pelo que eu tô passando, mas se coloque no meu lugar. Já vai fazer dois meses que eu tô aqui lutando pela minha neta e cada dia que passa esse pessoal a afasta de mim. O pai e a mãe do assassino da minha filha não podem e não tem condição de criar minha neta para ela não se tornar uma pessoa ruim, como se tornou o pai dela”, relatou Dolores Correia.

A defesa da família paterna foi procurada ao longo da tarde e noite desta quarta-feira (6), mas não retornou o contato.

Relembre o caso

O destino da filha de Sara Mariano seguia incerto após a audiência realizada no fim de novembro, marcada depois que Dolores Correia, mãe de Sara Mariano, solicitou à Justiça a guarda da criança. Dolores reside na cidade de Imperatriz, no estado do Maranhão.

A família materna ficou 21 dias sem ter contato com a menina, até que o Ministério Público da Bahia (MP-BA) decidiu pela convivência provisória com a mãe de Sara Mariano. A menina prestou depoimento na Delegacia de Repressão a Crime contra a Criança e o Adolescente (Dercca) na manhã do dia 21.

Ederlan Mariano está preso no Complexo da Mata Escura desde o dia 28 de outubro. Ele é apontado pela polícia como o mandante do assassinato de Sara. O corpo da cantora foi encontrado três dias após o desaparecimento em uma área de mata às margens da BA-093, na região de Dias D’Ávila, na Região Metropolitana de Salvador. Além de Ederlan, outros quatro suspeitos de envolvimento no crime estão presos.

*Com orientação da subeditora Monique Lôbo