NOVO DONO

Pedra preciosa encontrada na Bahia é arrematada por R$ 175 milhões em leilão da Receita Federal

Lance inicial da pedra, de matriz preta com esmeraldas verdes, era de R$115 milhões

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 28 de maio de 2024 às 20:10

Pedra de 137 quilos será leiloada
Pedra de 137 quilos foi leiloada por R$ 175 milhões Crédito: Divulgação

A pedra preciosa de 137 quilos, encontrada no município de Pindobaçu, na Chapada Diamantina, foi arrematada por R$ 175 milhões em leilão da Receita Federal, realizado nesta terça-feira (28). O lance inicial da pedra, de matriz preta com esmeraldas verdes, era de R$115 milhões. A identidade de quem arrematou a pedra não foi divulgada.

O valor de arremate da peça está dentro do estimado pelo laudo técnico gemológico da pedra preciosa para uma peça desse porte, que pode alcançar valores de venda entre US$ 30 a US$ 50 milhões em leilão, o que equivale, respectivamente, a R$155.196.000 e R$258.660.000. O país de destino do item é a Suíça, de acordo com o laudo. 

Antes do leilão, a Receita Federal considerou a pedra preciosa, de lote 245, como destaque da edição. O leilão foi realizado de forma eletrônica e o período de recebimento das propostas foi das 8h do dia 23 de maio até as 21h do dia 27 de maio. A partir da arrematação, o licitante agora tem 30 dias para retirada do lote.

Valor mínimo de compra é R$ 115 milhões
Valor mínimo de compra é R$ 115 milhões Crédito: Divulgação

Ainda segundo o relatório, a precificação de uma peça como essa não é fácil, dada a sua raridade. Por isso, para avaliá-la, foi realizada busca na internet, de forma a encontrar casos parecidos. “(...) se verificou a existência de duas outras cangas com esmeraldas gigantes descobertas na mesma região”, diz o texto.

As duas outras pedras mencionadas foram encontradas na mesma região da que será leiloada. A primeira, descoberta em 2001, tem 380 kg e foi avaliada em US$ 400 milhões, de acordo com uma reportagem citada pelo relatório. Foi alvo de disputa judicial nos Estados Unidos entre a empresa detentora do produto e o governo brasileiro.

A segunda, conhecida como "Esmeralda Bahia", tem 360 kg e foi encontrada em abril de 2017. Segundo a mesma reportagem, foi avaliada em US$ 300 milhões. Nessa mesma reportagem, a peça atual foi avaliada em R$ 500 milhões.

O leilão é realizado pela Alfândega da Receita Federal em Viracopos, com mercadorias apreendidas ou abandonadas. São 245 lotes no total, que incluem itens como smartphones, veículos, equipamentos de áudio e vídeo, utensílios domésticos, peças para colecionadores, antiguidades e discos de vinil.