AÇÃO CONJUNTA

Polícias da Bahia e Pernambuco interceptam homicida em Juazeiro

Criminoso foi alcançado na Ponte Presidente Dutra, durante tentativa de entrega de drogas

  • Foto do(a) author(a) Da Redação
  • Da Redação

Publicado em 5 de maio de 2024 às 15:46

Material apreendido com o suspeito
Material apreendido com o suspeito Crédito: Divulgação SSP

O responsável por matar um homem no povoado de Carnaíba do Sertão, zona rural de Juazeiro, em fevereiro deste ano e por ser dono de um laboratório de drogas no estado de Pernambuco, foi capturado durante ação conjunta entre equipes das Polícias Civil e Militar da Bahia com apoio da PM de PE, no sábado (4). O criminoso foi interceptado durante entrega de drogas.

O levantamento de informações realizado pelas equipes do Núcleo de Inteligência (NI) da 17ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Juazeiro), com o apoio da Coordenação de Apoio Técnico à Investigação (Cati/Norte) e DT de Juazeiro, a partir do mandado expedido, auxiliou as equipes no monitoramento.

Conforme a titular da 17ª Coorpin, delegada Lígia Nunes de Sá, as informações sobre o deslocamento do homem foram repassadas para as equipes da Rondesp Norte e do 5º Batalhão da Polícia Militar (BPM/Petrolina) que montaram um ponto de bloqueio na Ponte Presidente Dutra, uma das ligações entre os estados da Bahia e Pernambuco.

"Ele foi interceptado em um veículo HB20 de cor prata e placa e, durante a abordagem, após confirmar a identidade, as equipes encontraram haxixe, cocaína e a quantia de R$ 231. O homem ainda confessou que iria fazer a entrega da droga em Lagoa Grande, no estado de PE, e receberia R$ 1.500 pelo serviço", detalhou a delegada.

Questionado pelos policiais, o homem ainda informou que possuía duas residências na cidade de Petrolina e que uma delas ele utilizava como laboratório de drogas. Acompanhados do homem, os policiais foram até o local e encontraram maconha, balança, munições e um coldre.

O homem foi autuado em flagrante pelo porte das drogas e teve o mandado de prisão temporária expedido pelo homicídio cumprido.